Pérez prioriza contrato de dois anos para seguir na F1 e descarta ano sabático: "Se for assim, prefiro me aposentar"

compartilhar
comentários
Pérez prioriza contrato de dois anos para seguir na F1 e descarta ano sabático: "Se for assim, prefiro me aposentar"

Mexicano busca contrato de dois anos para garantir sua presença no grid no momento da mudança de regulamento

Após uma saída "surpresa" da Racing Point, Sergio Pérez segue na luta para conseguir uma vaga no grid de 2021 da Fórmula 1. Mas o mexicano não descarta a possibilidade de ir para outros campeonatos, caso não consiga um contrato de dois anos para garantir sua presença na mudança do regulamento, já que, para ele um ano sabático não funcionará.

Pérez confirmou que sairá da Racing Point antes do GP da Toscana em Mugello, e lamentou a falta de clareza da equipe, que o evitou de ir atrás de um plano B, algo que foi contestado por Otmar Szafnauer, chefe da Racing.

Leia também:

Agora, o mexicano analisa as possibilidades para seu futuro.

"Eu poderia tirar um ano sabático agora mas, no momento, minha prioridade é encontrar um contrato de dois anos para seguir na F1", disse. "Acho que, quando você sai, talvez não consiga voltar".

"Se for assim, eu prefiro me aposentar a tirar um ano sabático. Mas meu maior objetivo é seguir na F1. Ainda me sinto jovem e faminto. Quero continuar na F1, mas com o carro certo, que me dê motivação para buscar o meu melhor".

"Teira de ser também um projeto de longo prazo, pensando em 2022, porque eu espero que o novo regulamento traga mudanças. Esse é o maior motivo para querer continuar. 2021 pode ser um ano difícil, mas nunca se sabe. Certamente tenho opções e não espero uma decisão tão cedo".

"Vou tomar o tempo necessário. Se não achar nada atrativo na F1, vou pensar em outros campeonatos. Veremos".

Pérez ainda falou sobre sua saída da Racing Point, afirmando que não há nada que ele poderia ter feito de diferente.

"A escolha não foi baseada na minha performance. Para mim, como piloto, não há muito que eu pudesse fazer para evitar isso".

VÍDEO: Entenda como quebras da Honda deixam Verstappen tenso na Red Bull

PODCAST: Motorsport.com debate a crise sem fim da Ferrari na temporada 2020 da F1

 

F1: Verstappen vê 2020 como "encerrado" e espera mudanças com novo regulamento para lutar pelo título

Artigo anterior

F1: Verstappen vê 2020 como "encerrado" e espera mudanças com novo regulamento para lutar pelo título

Próximo artigo

Albon evita ler especulações da imprensa sobre futuro na F1: “Prefiro usar esse tempo para jantar, ver Netflix”

Albon evita ler especulações da imprensa sobre futuro na F1: “Prefiro usar esse tempo para jantar, ver Netflix”
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1