Pérez revela que "ninguém disse nada" sobre saída da Racing Point e lamenta falta de clareza: "Eu teria buscado um plano B"

compartilhar
comentários
Pérez revela que "ninguém disse nada" sobre saída da Racing Point e lamenta falta de clareza: "Eu teria buscado um plano B"
Por:
, Editor

Nas últimas semanas, mexicano vinha garantindo sua permanência na Racing Point na próxima temporada

Na quarta-feira, Sergio Pérez surpreendeu ao anunciar sua saída da Racing Point após o final da temporada 2020 da Fórmula 1. E segundo o piloto, ele ficou sabendo de sua saída da equipe apenas horas antes, afirmando que "ninguém havia dito nada".

Pérez confirmou sua saída, encerrando uma trajetória de sete anos com a equipe de Silverstone e, no momento, não tem uma vaga garantida para 2021. Enquanto isso, a Racing Point confirmou a contratação de Sebastian Vettel na manhã desta quinta (10), para correr na Aston Martin.

Leia também:

O mexicano tinha contrato garantido para 2021 com a equipe após assinar uma renovação de três anos no ano passado e sentia seguro de sua permanência.

Nesta quinta, na coletiva para o GP da Toscana, Pérez revelou que ficou sabendo apenas na quarta que não seguiria na equipe após uma ligação de Lawrence Stroll, dono da equipe e presidente-executivo da Aston Martin, que afirmou que a equipe estava "indo para outra direção".

"Ninguém me disse nada, mas eu já havia notado algumas coisas", disse. "A confirmação final veio ontem. E está tudo bem. Foram sete anos com a equipe. Eu sei que todo começo também tem um fim. E ainda temos nove corridas pela frente para deixar ambos orgulhosos".

Recentemente, durante o GP da Espanha, Pérez havia dito que era uma "questão de tempo" até os rumores de Vettel desaparecerem, já que ele estava recebendo feedback da equipe de que ele seguiria em 2021.

"Esse era o feedback que eu estava recebendo, que a equipe queria que eu seguisse. Tivemos discussões nos bastidores sobre contratos, que eu não vou revelar porque são coisas que precisam ficar entre eu e a equipe".

"Repassamos algumas coisas sobre o contrato. No final, eles me anunciaram oficialmente apenas ontem que eu não seguiria. Eu não esperava".

No anúncio de sua saída, Pérez reforçou que não tem plano B em ação já que não esperava que sairia da equipe. Apesar de dizer que não está desapontado pelo modo como a Racing Point lidou com a questão, Pérez disse que uma clareza melhor o teria ajudado no planejamento para o futuro.

"Eu entendo, há uma negociação acontecendo. E ela provavelmente levaram mais tempo do que eu imaginava. Mas uma clareza maior teria me ajudado sobre meu futuro também. Eu teria buscado um plano B".

Perguntado pelo Autosport Motorsport.com sobre quais seriam os próximos passos, Pérez disse que sua prioridade é seguir na F1 desde que tenha um pacote competitivo.

"Eu diria que todas as cartas estão na mesa. Meu objetivo é ficar na F1. Eu sinto que ainda sou jovem e tenho vontade de seguir. Mas tem que ser o pacote certo. Um que me dê a motivação para dar o meu melhor a cada volta".

"Tem que ser também um projeto a longo prazo, mirando 2022 porque eu espero que a mudança de regulamento tenha um grande impacto. É por isso que quero seguir em 2022, porque eu sinto que haverá uma boa oportunidade".

"Não espero tomar uma decisão rápida. Vou tomar o tempo necessário. Se não achar nada atrativo na F1, vou buscar outras categorias. Mas veremos".

Todas as notícias sobre o GP da Toscana Ferrari 1000 da F1 você acompanha no site do Motorsport.com e em nosso canal no YouTube. Fique por dentro de todas as novidades e análises e confira nossos programas e vídeos!

F1: Saiba quem é o novo chefe da Williams após saída de Claire e veja quem comanda os outros times

Podcast #066: Vitória de Gasly prova que F1 é ambiente ‘onde os fracos não têm vez’?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

F1: Safety car ganha cor vermelha para GP 1000 da Ferrari

Artigo anterior

F1: Safety car ganha cor vermelha para GP 1000 da Ferrari

Próximo artigo

Após a confirmação da ida para a Aston Martin, relembre as dez maiores vitórias de Vettel na F1

Após a confirmação da ida para a Aston Martin, relembre as dez maiores vitórias de Vettel na F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Luke Smith