Últimas notícias

Red Bull: rivais não conseguem acompanhar recursos da Honda

Conselheiro da Red Bull, Helmut Marko acredita que “ninguém consegue acompanhar” a qualidade dos recursos da Honda no Japão voltados a pesquisa e desenvolvimento.

Pierre Gasly, Toro Rosso STR13, leads Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14

Andrew Hone / Motorsport Images

A Honda está se preparando para fornecer motores à Red Bull na F1 em 2019, já que o trabalho desenvolvido com a Toro Rosso convenceu Marko e seus colegas da chefia a romper com a Renault.

A Honda enfrentou dificuldades quando entrou na F1 em 2015 com a McLaren, apesar da grande estrutura de desenvolvimento em Sakura, mas Marko acredita que agora a fabricante está prestes a mostrar seu potencial.

“Com a Toro Rosso, tudo está funcionando perfeitamente”, disse Marko à emissora austríaca Servus TV.

“No ano que vem, a Honda fará um esforço muito maior. Eles têm um centro de desenvolvimento em Sakura o qual ninguém consegue acompanhar.”

“Os japoneses têm uma cultura diferente e uma forma diferente de trabalhar. Você aprende isso com o tempo.”

“Nossa abordagem com a Honda é diferente da que teve a McLaren. Eles [McLaren] estavam dizendo a eles [Honda] como eles queriam que o motor fosse construído. Nós simplesmente dizemos: ‘Construa o motor mais veloz possível para nós. Então, tentaremos encaixá-lo no chassi.’”

“Não temos nenhuma demanda. Nós discutimos tudo juntos.”

Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18, leads Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14

Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18, leads Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14

Photo by: Glenn Dunbar / LAT Images

Os chefes da Red Bull repetidamente citam o impacto da equipe oficial da Renault na relação com a fabricante francesa como um dos motivos para a mudança para a Honda.

Marko também citou o fracasso da Renault em se adaptar aos V6 turbo híbridos com os quais Mercedes e agora a Ferrari desfrutam uma vantagem significativa.

Ele disse que a Renault “sempre fazia previsões de que seríamos competitivos no ano seguinte, mas isso nunc aconteceu”.

“Nós perdemos a fé na Renault”, disse Marko.

“A Honda é uma parceira que está comprometida, tem os recursos financeiros e técnicos e somos a equipe número um deles.”

“A performance da Toro Rosso está mostrando que eles estão claramente progredindo. Tenho certeza de que no ano que vem, estaremos muito à frente da Renault.”

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Seria um privilégio ter Alonso, diz chefe da Fórmula E
Próximo artigo Brown: McLaren cumpriu cota de patrocínios em 2018

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil