Fórmula 1
R
GP de 70º aniversário
07 ago
Próximo evento em
2 dias
04 set
Próximo evento em
30 dias
R
GP da Toscana
11 set
Próximo evento em
37 dias
R
GP de Singapura
17 set
Canceled
R
GP da Rússia
25 set
Próximo evento em
51 dias
R
GP do Japão
08 out
Canceled
R
GP dos Estados Unidos
23 out
Canceled
R
GP do México
30 out
Canceled
R
GP do Brasil
13 nov
Canceled
R
GP de Abu Dhabi
27 nov
Próximo evento em
114 dias

Red Bull: "Todos deveriam ficar preocupados com o ritmo da Racing Point"

compartilhar
comentários
Red Bull: "Todos deveriam ficar preocupados com o ritmo da Racing Point"
Por:
Co-autor: Adam Cooper
13 de jul de 2020 12:56

O chefe da Red Bull ficou impressionado com a rival que, em alguns momentos, tinha o mesmo ritmo das Mercedes

Mesmo com a dominante vitória de Lewis Hamilton, o grande destaque do GP da Estíria de Fórmula 1 foi a performance de Sergio Pérez que, após largar em 17º, chegou a estar em quarto antes da batida em Alex Albon. O ritmo da Racing Point chamou a atenção do grid e, segundo a Red Bull, todos deveriam se preocupar com a rival.

Na classificação do sábado, marcada pela forte chuva, Pérez não passou do Q1, largando apenas em 17º, após chegar até a liderar o TL1 do final de semana. O mexicano chegou a subir até o quarto lugar, mas uma batida com Alex Albon danificou sua asa dianteira, levando o piloto a perder ritmo das voltas finais, terminando em sexto.

Leia também:

Mas a velocidade mostrada pelo carro, com Pérez fazendo voltas próximas a de Lewis Hamilton, deixou os rivais assombrados com o RP20.

Quando perguntado pelo Motorsport.com se a Red Bull estava preocupada com o ritmo da Racing Point, o chefe da equipe, Christian Horner, disse: "Acho que todos deveriam ficar preocupados com o ritmo da Racing Point".

"Pérez chegou a estar mais rápido que as Mercedes em um ponto da corrida. E vale lembrar que os pneus de Bottas eram apenas uma volta mais velhos que o da Racing Point. Pérez era três ou quatro décimos mais rápidos. Então eles mostraram um ritmo impressionante".

"Acho que Alex pilotou muito bem para mantê-los atrás. Mas, se você olhar para o ritmo de Alex em comparação com o de Bottas, novamente temos um certo encorajamento que podemos tirar do carro".

A boa forma da Racing Point até aqui foi um ponto chave para a Renault, que entrou com um protesto contra o carro, em meio a suspeitas do RP20 ser uma cópia direta da Mercedes W10, de 2019.

A FIA disse que a base do protesto da Renault é admissível e os dutos de freio da equipe foram apreendidos para uma investigação detalhada e comparação com o da Mercedes.

O chefe da McLaren, Andreas Seidl, ecoou a visão de Horner de que a Racing Point era um carro incrivelmente rápido, mas disse que o ônus era de sua equipe, que precisaria se esforçar para alcançar a rival. 

Perguntado se ele estava preocupado, Seidl disse: "Não me preocupa porque apenas confirma a visão que vimos em Barcelona e na sexta".

"É fato que essa Mercedes de 2019 é um carro rápido, e que é operado por uma grande equipe. Sabemos que, com o desenvolvimento que tivemos ao longo do inverno, demos um passo para alcançar a Mercedes do ano passado. Então, se eles extraírem mais desse carro, ficará difícil para nós competirmos".

"Portanto, é muito importante para nós garantirmos que vamos conseguir manter o desenvolvimento do carro, manter a melhora e, ao mesmo tempo, maximizar as oportunidades, como fizemos nas primeiras corridas com nossos ótimos pilotos combinado com estratégias acertadas".

Racing Point está "rápida demais para nosso gosto"

Antes da abertura do protesto, o piloto da Renault, Daniel Ricciardo, deixou claro que ficou surpreso pelo ritmo das Racing Points.

"Pérez tinha um grande ritmo. Quando a equipe me disse que ele estava atrás de mim, eu estava vindo em uma boa corrida. Mas ele começou lá atrás e estava chegando".

"Eles são rápidos. Rápido demais para nosso gosto no momento. Não tiro o crédito de Pérez, que é obviamente um piloto muito bom. Mas aquilo está trabalhando muito bem no momento. Vai ser difícil lidar com eles".

O companheiro de Ricciardo, Esteban Ocon, que abandonou com problemas de resfriamento, concordou com o australiano.

"No momento, temos um ritmo menor que o deles. Isso é claro. Eles estão na nossa frente no momento. Acho que estamos na luta com a McLaren. Nós temos ritmo para lutar contra eles".

Polêmica: veja o que está por trás da queda de braço entre a Renault e a Racing Point

PODCAST: Bastidores do início da F1 na Áustria e participação de Felipe Drugovich

 

Racing Point detona protesto da Renault: "mal formulado e mal informado"

Artigo anterior

Racing Point detona protesto da Renault: "mal formulado e mal informado"

Próximo artigo

Vettel acredita que ele e Leclerc são maduros para superar incidente, mas desabafa: "Foi um final de semana ruim para ambos"

Vettel acredita que ele e Leclerc são maduros para superar incidente, mas desabafa: "Foi um final de semana ruim para ambos"
Carregar comentários