Conteúdo especial

Relembre quando a F1 corria (e decidia títulos) entre Natal e Ano Novo

GPs na África do Sul nos anos 1960 costumavam dispensar tradição de folgas de datas de fim e início de ano

Graham Hill, BRM P57 and Jim Clark, Lotus 25 Climax

Graham Hill, BRM P57 and Jim Clark, Lotus 25 Climax

LAT Images

Se alguém se surpreende ao ver que algumas corridas da Fórmula 1 são realizadas em meados de dezembro, saiba que antigamente, às vezes, os motores das categorias principais nunca desligavam, nem mesmo na passagem de ano. E nessas ocasiões, o maior presente para um piloto era o título mundial.

Leia também:

Na F1 da década de 1960, esse tipo de prática era normal. Em 1962, o GP da África do Sul foi realizado em 29 de dezembro. Pela primeira vez a categoria correu no circuito Prince George, naquela que foi a nona, decisiva e última corrida da temporada.

Os pilotos que lutaram pelo título eram Graham Hill na BRM e Jim Clark na Lotus.

O piloto escocês estava em segundo lugar na classificação do campeonato, nove pontos atrás de Hill, mas com o método de pontuação da época, que descartava os quatro piores resultados de cada piloto, Clark poderia conquistar o título se cruzasse a linha de chegada em primeiro lugar

A corrida parecia favorecer o piloto da Lotus. Clark largou da frente do grid e permaneceu na liderança à frente de seu rival e de Bruce McLaren, deixando-os 30 segundos atrás.

Na volta 62, Clark era teoricamente o campeão mundial, mas um imprevisto acabou com seu sonho: um vazamento de óleo que o acompanhava há algumas voltas o obrigou a abandonar e Hill agradeceu.

Clark teve que esperar um ano por um epílogo diferente: novamente na África do Sul, em 28 de dezembro de 1963, a última corrida do campeonato mundial foi disputada novamente pouco antes do final do ano.

Jim Clark, Lotus 25-Climax, Jack Brabham, Brabham BT7-Climax and Dan Gurney, Brabham BT7-Climax lead off the front row of the grid at the start

Photo by: Motorsport Images

Jim Clark, Lotus 25-Climax, Jack Brabham, Brabham BT7-Climax and Dan Gurney, Brabham BT7-Climax lead off the front row of the grid at the start

O piloto escocês, também nesta ocasião, largou da pole: ficou à frente dos Brabhams de “Black Jack” e Gurney e das Ferraris de Surtees e Bandini. Clark foi muito rápido, tinha um ritmo imparável e cruzou a meta na frente de Gurney e Graham Hill, que foi terceiro após ter perdido uma volta na volta 67. Jim finalmente foi campeão.

Em outro exemplo, Clark abriu 1965 vencendo o primeiro GP do calendário no dia de Ano Novo, 1º de janeiro. Sempre na pista sul-africana, sempre largando da primeira posição, mantendo a liderança do início ao fim, enquanto o piloto da Ferrari, Surtees, defendendo seu campeonato, terminou em segundo. Terceiro Graham Hill, com o BRM.

Abrir a champanhe no pódio para comemorar o ano novo, para Clark, definitivamente, teve um sabor muito diferente e especial.

Mas vamos àquela que, coincidentemente, coincidiu com a última marca de Jim na F1, bem como a última corrida daquela que, sem dúvida, poderia ter sido uma carreira ainda mais promissora.

Era o primeiro dia do ano de 1968. Entre as curvas de Kyalami, o piloto escocês venceu a primeira etapa da temporada. Ao volante de um Lotus 49, ele dominou à frente de seu companheiro de equipe Hill e do BRM de Jochen Rindt, dando à equipe seu 30º sucesso na categoria principal.

Seu proprietário, Colin Chapman, estava ansioso para começar de forma extraordinária. Seu objetivo era dominar o campeonato mundial desde o primeiro GP. Esse primeiro lugar permitiu ao seu favorito atingir o recorde de 25 triunfos, uma a mais que Juan Manuel Fangio.

Colin Chapman, Jack Brabham and Jim Clark celebrate New Year's together

Photo by: Motorsport Images

Colin Chapman, Jack Brabham and Jim Clark celebrate New Year's together

DRUGOVICH e BORTOLETO na mesma equipe de F1? Brasileiros falam sobre 2024 e ALÉM na ASTON e MCLAREN

Podcast #261 - Show de Casagrande, ascensão de Massa e o futuro da Stock

 

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior F1: Aston Martin traz novos detalhes sobre parceria com Honda
Próximo artigo Newey afirma que não planeja saída da F1 ou da Red Bull tão cedo

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil