Fórmula 1
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Ricciardo diz que mudou depois de ano ruim em 2015

compartilhar
comentários
Ricciardo diz que mudou depois de ano ruim em 2015
Por:
10 de dez de 2018 09:50

Falecimento de Jules Bianchi e temporada de resultados ruins transformaram Ricciardo “na versão atual”, revela o piloto

Daniel Ricciardo revelou que teve um ano tão em 2015 que mudou como pessoa, especialmente devido a fatores extrapista, como a morte de Jules Bianchi.

Falando em um podcast especial de despedida da Red Bull, Ricciardo apontou 2015 como uma de suas memórias mais significativas.

Depois de se destacar em 2014, com três vitórias, além de superar o tetracampeão Sebastian Vettel, Ricciardo teve uma campanha complicada.

Ele foi derrotado pelo novo parceiro, Daniil Kvyat, nos pontos e marcou apenas dois pódios, sendo que o primeiro deles foi o GP da Hungria, corrida seguinte à notícia do falecimento de Bianchi.

“Muita coisa aconteceu em 2015, mais no nível pessoal, na vida”, disse Ricciardo.

“O falecimento de Jules me afetou mais do que eu pensava e eu tive outras coisas que aconteceram em minha vida e que me moldaram à versão que sou hoje.”

“A primeira corrida depois daquilo foi Budapeste e foi o meu primeiro pódio naquele ano, um pódio duplo para a equipe, e lembro que o fim de semana inteiro foi muito emotivo.”

“Ter um pódio ali foi uma enorme sensação. Foi um grande alívio, um momento de gratidão.”

“Aquilo foi realmente importante. Em 2015, aquele foi um grande ponto alto depois de um período tão grande de baixa.”

Ricciardo retornou aos caminhos das vitórias no ano seguinte, e 2015 ficou como a única temporada de sua passagem pela Red Bull sem uma vitória.

Ele deixa a equipe com sete vitórias e 29 pódios de 100 largadas, mesmo que a campanha de 2018 tenha sido complicada devido ao excesso de problemas mecânicos.

Ricciardo revelou que teve mais distrações fora da pista neste ano, mas acredita que sairá mais forte devido a tudo isso.

“Pensei que 2015 havia sido desafiador dentro e fora da pista, mas, neste ano, as coisas da pista foram mais desafiadoras que nunca”, disse.

“Também teve outras coisas, e muita gente tentou ajudar. Tentei apenas descobrir quem tentou realmente ajudar e quem não tentou.”

“Aconteceu simplesmente muitas outras coisas. Sei que no longo prazo, e meus amigos aos meus redores me dirão isso, é tudo parte da história e resultará em um belo final um dia. No momento é uma droga, mas eu acredito nisso.”

Próximo artigo
Hamilton estava muito rápido em teste de motos, revela piloto

Artigo anterior

Hamilton estava muito rápido em teste de motos, revela piloto

Próximo artigo

Williams diz que precisará de “espírito lutador” de Kubica em 2019

Williams diz que precisará de “espírito lutador” de Kubica em 2019
Carregar comentários