Fórmula 1
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Ricciardo: ficar na Red Bull era mais arriscado que ir à Renault

compartilhar
comentários
Ricciardo: ficar na Red Bull era mais arriscado que ir à Renault
Por:
Co-autor: Jonathan Noble
18 de fev de 2019 19:53

Novo piloto da Renault na F1, Daniel Ricciardo afirmou que o “risco de fracasso” seria mais alto se ele tivesse ficado na Red Bull e com sua nova parceira de motor, a Honda.

A saída surpreendente de Ricciardo da Red Bull foi uma das maiores histórias da última temporada, já que ele optou por se juntar ao time francês apesar de ter sofrido vários problemas mecânicos com a fabricante.

A Renault melhorou desde que retornou à F1 como equipe própria em 2016, terminando em quarto nos construtores, mas é improvável que Ricciardo lute por vitórias com Mercedes, Ferrari e até com sua antiga equipe nesta temporada.

“Há um pouco mais de aposta nisso, mas quanto mais eu penso, menos eu vejo como uma aposta em comparação com a Red Bull”, disse.

“Não estamos chegando na equipe dizendo que vamos vencer, então a expectativa e o parâmetro não são inicialmente muito altos, enquanto que, na Red Bull, todo ano nós enchemos nossa bola porque vencemos no passado.”

“Todo ano você sente que vai acontecer, e o risco de se decepcionar aparece todo ano. Sinto que o risco de fracasso [em ficar na Red Bull] era mais alto do que vindo para cá e tendo o risco de não vencer.”

“Das duas opções, ambas me parecem de certa forma arriscadas, mas com o risco vem a recompensa. Como o crescimento aqui é potencialmente muito maior, sinto que a recompensa pode ser maior aqui, e a habilidade de ficar menos frustrado é melhor aqui.”

Depois de se comprometer com a Renault, Ricciardo enfrentou uma péssima fase em termos de confiabilidade na segunda metade de 2018.

No entanto, ele disse que o ocorrido não lhe fez repensar a decisão, já que acredita que a Red Bull teve responsabilidade por alguns dos problemas e a Honda ainda não se mostrou uma alternativa consolidada.

“Sinto que as falhas foram 50/50. Acho que Austin foi uma falha da Renault, e na semana seguinte, no México, foi uma falha da Red Bull.”

“Mas não, não repensei, e havia ainda muitas incertezas sobre a Honda.”

“Foi duro, porque de um lado a Honda é uma nova esperança para a equipe, mas ela também é desconhecida em muitos aspectos.”

“A Renault ainda não chegou perto de onde quer estar do ponto de vista de motor, e desde 2014 eles estão tentando correr atrás. Você nunca deve negar que cada erro que eles cometem fazem com que eles aprendam.”

“Tenho certeza de que ainda haverá alguns erros que eles irão cometer, mas sinto que eles estão corrigindo. Sinto que provavelmente a Honda tenha mais coisas para corrigir.”

Daniel Ricciardo, Renault Sport F1 Team

Daniel Ricciardo, Renault Sport F1 Team

Photo by: Renault Sport

Próximo artigo
Horner elogia motor Honda na Red Bull: ‘É uma coisa linda’

Artigo anterior

Horner elogia motor Honda na Red Bull: ‘É uma coisa linda’

Próximo artigo

Haas: Pietro nos ajudará saber quão bom nosso simulador é

Haas: Pietro nos ajudará saber quão bom nosso simulador é
Carregar comentários