Fórmula 1 GP da Hungria

Schumacher lamenta aposentadoria de Vettel e diz que tetracampeão ainda terá voz na F1

Piloto da Haas destacou que a ausência do alemão também será sentida por ele em aspectos particulares fora das pistas

Mick Schumacher, Haas F1 Team

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

Sebastian Vettel anunciou na manhã desta quinta-feira (28) a sua aposentadoria da Fórmula 1 no fim da temporada, encerrando uma carreira de lhe rendeu quatro títulos mundiais. A saída do alemão da categoria tem um significado especial para Mick Schumacher por conta da relação próxima que criaram desde que competem um contra o outro. 

Schumacher sempre se apoiou em Vettel para pedir conselhos e os dois costumam passar um tempo juntos quando estão longe da pista. Tendo sido informado pelo próprio Sebastian, por mensagem de texto na manhã desta quinta-feira que ele estava se aposentando, Mick confessou que não estava muito feliz com a notícia.

Leia também:

"Com certeza, eu estou muito triste por um lado", ele disse. "Obviamente ele vai deixar um grande buraco no esporte, porque ele é um grande personagem para a F1, uma pessoa muito especial e simpática. Então, eu vou sentir muito a falta dele."

Schumacher ainda disse que perder Vettel não o impactaria apenas na pista.

"É muito mais do que apenas as corridas," alegou. "É poder visita-lo à noite e jantar com ele. Isso é o que eu realmente vou sentir falta. Ele é alguém com quem posso conversar na minha própria língua. Todos irão sentir muito, muito a falta dele, mas especialmente eu".

Questionado se ele estava surpreso com a decisão do alemão, o piloto da Haas disse: "Eu não diria surpreso. Quero dizer, eu conheço o Seb muito bem. Eu sinto e sei que tem outras coisas que ele quer fazer e no fim, eu sinto que se ele acha que é o momento certo, então, ele deve fazer isso. Sinto, às vezes, que é um pouco de intuição, então eu apoio isso 100%."

Com Vettel ganhando respeito por suas opiniões francas sobre vários tópicos, incluindo meio ambiente e direitos humanos, Schumacher se juntou a outros pilotos dizendo que a ausência do alemão da Aston Martin seria sentida no paddock. 

"Eu acho que ninguém pode substituir Sebastian", adicionou Mick. "Isso é um fato. E não é só na pista, é numa forma política e eu penso que sim, é importante ter alguém que fale e ataque esses pontos.

"Mas, acho que Sebastian ainda não parou. Como ele disse em seu vídeo, há mais por vir. E tenho certeza de que todos podemos aprender com o que ele ainda tem a dizer. Tenho certeza de que ele ainda terá uma grande voz na F1, mesmo que ele não esteja pilotando."

Schumacher achou, no entanto, que a atitude de Vettel levou a uma mudança comportamento de outros pilotos que os encorajou a serem mais confiantes em desabafar seus verdadeiros sentimentos também. 

"Acredito que ele jogou a primeira bola de neve," disse. "Está crescendo e ficando maior e com isso, eu tenho certeza que mais pilotos vão começar a falar e a falar o que pensam. Mas, novamente, eu acho que ninguém conseguirá substituir Sebastian."

TELEMETRIA: RICO PENTEADO analisa quem pode chegar na FRENTE na HUNGRIA

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #187 – Marko está certo ao colocar Verstappen como “a maior história de sucesso da Red Bull”?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior DIRETO DO PADDOCK: Vettel se aposenta, mas quem o substitui e qual seu legado?
Próximo artigo Indy: Processo da Ganassi afeta oportunidade de Palou na Fórmula 1, diz advogada do piloto

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil