Toro Rosso crê que Hartley sofreu ao trocar WEC pela F1

Para Franz Tost, dificuldades de Hartley com os pneus em Abu Dhabi mostram o quão complexa é a adaptação das corridas de protótipos para a F1

Toro Rosso crê que Hartley sofreu ao trocar WEC pela F1
Carregar reprodutor de áudio

O chefe da Toro Rosso, Franz Tost, acredita que Brendon Hartley enfrentou dificuldades ao trocar os carros da LMP1 do WEC pelos de F1 em sua passagem pela categoria.

Hartley, destaque das corridas de longa duração em sua passagem pela Porsche, competiu na F1 entre o fim de 2017 e 2018, pela Toro Rosso. O neozelandês marcou apenas quatro pontos, contra 29 de seu companheiro de equipe, Pierre Gasly.

De acordo com Tost, a corrida atribulada de Hartley em Abu Dhabi simboliza as dificuldades enfrentadas pelo piloto em sua jornada. “Brendon iniciou a prova com os ultramacios, já que decidimos colocá-lo em uma estratégia alternativa em relação a Pierre. Infelizmente, ele foi pego no meio do acidente da curva 8, na primeira volta, então tivemos de chamá-lo para trocar seu bico muito antes do que esperávamos.”

“Depois, ele começou a sofrer com os pneus traseiros por conta do superaquecimento e acabou em 12º, fora dos pontos. Claro, não é fácil chegar aqui da LMP1 – é sempre um desafio para se familiarizar com tudo na F1, especialmente com a gestão de pneus, que é uma grande tarefa para lidar.”

Contudo, Tost reconheceu que houve certa dose de progresso: “Ele teve azar em algumas vezes, mas ele melhorou durante a temporada.”

Hartley não retornará à F1 em 2019, já que a Toro Rosso confirmou a escolha de Alex Albon ao lado de Daniil Kvyat na próxima temporada.

compartilhar
comentários
GALERIA: Veja como está o grid para temporada 2019 da F1
Artigo anterior

GALERIA: Veja como está o grid para temporada 2019 da F1

Próximo artigo

Raikkonen retorna ao cockpit da Sauber em teste de Abu Dhabi

Raikkonen retorna ao cockpit da Sauber em teste de Abu Dhabi