Conteúdo especial

Veja como está o grid da Fórmula 1 para 2020

Mercedes e Renault fecharam suas duplas para a próxima temporada, mas muitas vagas ainda estão disponíveis, algumas delas bastante cobiçadas

Max Verstappen, Red Bull Racing, Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1, Sebastian Vettel, Ferrari, and Charles Leclerc, Ferrari, line up with the grid kids for the national anthem prior to the start

As férias da Fórmula 1 chegaram ao fim e a dança das cadeiras está terminando, com as vagas mais importantes já sendo definidas. No entanto, muitas equipes ainda não escolheram sua dupla de pilotos para a próxima temporada, fazendo o clima de suspense permanecer por mais algumas semanas.

Leia também:

Neste momento, pouco menos da metade do grid está sem contrato para 2020 e as negociações estão a todo vapor. Algumas dúvidas que pairavam no ar foram respondidas, com a confirmação de Valtteri Bottas na Mercedes e de Esteban Ocon na Renault.

Porém, ainda faltam confirmações na Red Bull, na Haas, Williams e outras. Confira a situação de cada piloto do grid e seus possíveis destinos.

Mercedes: Lewis Hamilton - Confirmado
Após 60 vitórias e 4 títulos, com mais um encaminhado, Hamilton tem contrato até 2020 e deve renovar com a equipe, apesar de afirmar que sonha pilotar pela Ferrari um dia.
Mercedes: Valtteri Bottas - Confirmado
Valtteri Bottas venceu 5 corridas com a Mercedes e tem se mostrado um segundo piloto ideal. Após meses de especulações, a equipe alemã confirmou o finlandês para 2020.
Ferrari: Sebastian Vettel - Confirmado
Apesar dos rumores de uma aposentadoria precoce, Sebastian Vettel tem afirmado que seguirá na Ferrari até o fim de seu contrato, no final de 2020
Ferrari: Charles Leclerc - Confirmado
Charles Leclerc chegou badalado à Ferrari neste ano e mostrou resultado desde o início. Apesar de alguns erros, nada indica que ele tenha deixado de ser visto como o futuro da equipe. Seu contrato vai até 2022.
Red Bull: Max Verstappen - Confirmado
Apesar dos desejos de Mercedes e Ferrari, Max Verstappen tem contrato com a Red Bull até 2020 e deve renovar com a equipe, caso a Honda continue evoluindo bem o motor que permitiu ao holandês vencer duas vezes em 2019.
Red Bull: Alexander Albon - Sem contrato
Alexander Albon acabou de ser promovido da Toro Rosso para a Red Bull e terá até dezembro para mostrar que merece permanecer ao lado de Verstappen em 2020.
McLaren: Carlos Sainz Jr. - Confirmado
Carlos Sainz Jr. foi contratado neste ano pela McLaren e seu contrato é de "múltiplos anos". Está confirmado no mínimo até dezembro 2020.
McLaren: Lando Norris - Confirmado
Mais certo do que Sainz, é Lando Norris. O prodígio da McLaren foi contratado neste ano e tem mostrado resultados consistentes. A equipe afirmou que tem contrato de "múltiplos anos com o inglês". Rumores dão conta que o contrato vale até 2022.
Renault: Daniel Ricciardo - Confirmado
Daniel Ricciardo deixou a Red Bull e assinou com a Renault no fim do ano passado. Apesar de começar a se mostrar frustrado com os fracos resultados da equipe francesa, deve cumprir seu contrato até o fim de 2020.
Renault: Esteban Ocon - Confirmado
Após um ano na geladeira, o jovem prodígio finalmente voltará ao grid da F1. Depois de uma bem sucedida passagem pela Force India, o francês ficou sem vaga em 2019 e atuou como piloto reserva da Mercedes, equipe que apoiou sua carreira até o momento.
Nico Hulkenberg - Sem equipe
Nico Hulkenberg está sem equipe para a próxima temporada. A Renault confirmou a saída do alemão para a chegada de Esteban Ocon. A Haas declarou publicamente que está interessada nos serviços de Hulkenberg e seu nome já foi ventilado na Red Bull também.
Alfa Romeo: Kimi Raikkonen - Confirmado
Aos 39 anos de idade, o piloto mais velho do grid, Kimi Raikkonen, tem contrato com a Alfa Romeo até o fim de 2020 e tem dito que gostaria de pilotar por mais alguns anos.
Alfa Romeo: Antonio Giovinazzi - Sem contrato
A Alfa Romeo tem apoiado Antonio Giovinazzi apesar da fraca temporada que tem feito neste ano. Se não melhorar, é provável que seja substituído no ano que vem, pois seu contrato só é válido para 2019.
Toro Rosso: Daniil Kvyat - Sem contrato
Daniil Kvyat passa por um momento de ressurreição na F1. O piloto foi tirado da aposentadoria precoce e voltou para a Toro Rosso neste ano. Seu contrato expira em 2019, mas seu nome pode ter crescido no mercado após o pódio na Alemanha, o segundo da história da equipe.
Toro Rosso: Pierre Gasly - Sem contrato
Pierre Gasly teve a oportunidade de guiar 12 provas pela Red Bull após ser promovido no início deste ano. No entanto, o francês decepcionou e foi devolvido à Toro Rosso. Não se sabe a duração de seu contrato, mas supõe-se que seja até dezembro de 2019. Não se sabe o que será de seu futuro.
Haas: Romain Grosjean - Sem contrato
Uma sucessão de erros e situações bizarras podem estar pondo fim à carreira de Romain Grosjean na F1. O piloto da Haas tem sido contestado e pode não ter seu contrato renovado depois de 2019. No entanto, ele já esteve nessa situação antes e foi mantido na categoria.
Haas: Kevin Magnussen - Confirmado
Kevin Magnussen sofre menos críticas do que Grosjean e seu contrato permitia a permanência até 2020. Com o anúncio da Haas de que está buscando preencher apenas uma vaga, o dinamarquês teve seu contrato garantido.
Racing Point: Lance Stroll - Confirmado
O filho do dono da Racing Point, Lance Stroll, está sendo colocado no bolso do companheiro de equipe, sobretudo nas classificações. No entanto, deve permanecer na F1 pelo tempo que a família quiser. Seu contrato é de "múltiplos anos".
Racing Point - Sergio Perez - Confirmado
Sergio Perez tem tido uma boa temporada dentro das limitações da Racing Point. O mexicano renovou por mais três anos e ficará no time até 2022.
Willaims: George Russel - Confirmado
George Russell chegou na Williams como um jovem talentoso com potencial para ser um futuro campeão. Apesar do péssimo carro que a equipe produziu neste ano, o britânico tem mostrado que merece uma vaga em equipe mais competitiva. Seu contrato com a equipe de Grove é outro de "múltiplos anos".
Willaims: Robert Kubica - Sem contrato
Robert Kubica tem sido superado pelo companheiro Russell ao longo de todo o ano. No entanto, ele marcou o único ponto da Williams na temporada 2019 e a chefe da equipe, Claire Williams, disse que não há motivos para não renovar com o polonês para 2020.
Nicholas Latifi - Sem equipe
O canadense está bem colocado no campeonato da F2 e rumores já o ligaram à vaga de Kubica na Williams. No entanto, a McLaren pode ter interesse de levá-lo para a Indy em 2020. Permanece como um forte candidato para o próximo ano.
22

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Sem Alemanha, F1 divulga calendário recorde para temporada 2020
Próximo artigo "Beber é mais seguro que esporte", diz lesionado Raikkonen, que pode ser substituído por Ericsson em Spa

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil