Verstappen: não faz sentido pensar já em futuro pós-Honda na F1

compartilhar
comentários
Verstappen: não faz sentido pensar já em futuro pós-Honda na F1
Por:

Holandês afirmou que prefere focar primeiro no ano e meio que ainda resta da parceria Red Bull - Honda

Max Verstappen tem contrato com a Red Bull até o final de 2023, mas o anúncio da saída da Honda da Fórmula 1 no final de 2021 aumentaram rumores de que o holandês poderia acionar uma cláusula em seu contrato para buscar outras vagas. Mas o piloto afirma que não faz sentido pensar no impacto da notícia da montadora em seu futuro com a marca austríaca.

Enquanto ainda há incertezas sobre quais seriam os planos da Red Bull para a temporada de 2022, Verstappen disse que é insensato começar a se preocupar com o seu futuro com tanta antecedência.

Leia também:

"Meu foco é nesta temporada e na próxima, eu acho que isso é o mais importante. O que acontece depois disso está tão longe que não faz sentido pensar nisso já".

Enquanto a saída da Honda deixou questões sobre a habilidade da Red Bull para desafiar a Mercedes a longo prazo, Verstappen diz que ainda tem fé com o que pode ser feito até o fim de 2021.

Perguntado se a decisão impactava em sua confiança na Red Bull, ele disse: "Não no momento. Ainda estamos com eles por mais um ano e meio, e depois teremos o novo regulamento".

"Então há muitas variáveis desconhecidas no momento, não faz sentido pensar nisso. Estou focado no que eu tenho que fazer, que é tirar o máximo do carro com o motor atual".

"Só espero não acabar como Fred Flinstone, tendo que carregar o carro sozinho. Seria uma demanda física muito grande! Vamos deixar para pensar nisso só no ano que vem".

Enquanto a mudança de fornecedora de motores para 2022 não é ideal para a Red Bull, enquanto busca tirar vantagem do novo pacote de regras da F1, Verstappen diz que as equipes não devem focar muito nisso, já que elas têm experiência na troca de parceiras.

"Não sei como vai ficar. Mas não vejo como algo negativo. Vamos esperar para ver. Aprendemos muito com as montadoras que tivemos parcerias até aqui. E no momento a situação ainda é um pouco desconhecida. Vamos usar outro motor? Não sei".

Todas as notícias sobre o GP de Eifel da F1 você acompanha no site do Motorsport.com e em nosso canal no YouTube. Fique por dentro de todas as novidades e análises e confira nossos programas e vídeos!

Red Bull RB16

(Temporada 2020)

Red Bull Racing-Honda RB16
Motor: Honda
Combustível: ExxonMobil
Pneus: Pirelli

Pilotos:

33 - Max Verstappen

23 - Alexander Albon

DIRETO DO PADDOCK: A crítica de Hamilton ao autódromo do Rio e as novidades do GP de Eifel de F1

PODCAST: A F1 perde força com a saída da Honda?

 

F1: Mercedes chega a dois casos positivos de Covid-19 e Hamilton diz que equipe terá que fazer ajustes

Artigo anterior

F1: Mercedes chega a dois casos positivos de Covid-19 e Hamilton diz que equipe terá que fazer ajustes

Próximo artigo

F1: Mercedes descarta possibilidade de fornecer motores à Red Bull

F1: Mercedes descarta possibilidade de fornecer motores à Red Bull
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP de Eifel
Pilotos Max Verstappen
Equipes Red Bull Racing
Autor Jonathan Noble