Verstappen recebe prêmio na Holanda e homenageia Cruyff

Max Verstappen foi eleito o 'Esportista do Ano' em premiação holandesa e relembrou maior ícone do futebol da Holanda, que morreu em março deste ano

Verstappen recebe prêmio na Holanda e homenageia Cruyff
Max Verstappen, Red Bull Racing
The podium, Ferrari, second; Max Verstappen, Red Bull Racing, race winner; Sebastian Vettel, Ferrari, third
Max Verstappen, Red Bull Racing at a team photograph
Max Verstappen, Red Bull Racing at a team photograph
Max Verstappen, Red Bull Racing testing the new 2017 Pirelli tyres
Max Verstappen, Red Bull Racing
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
Carregar reprodutor de áudio

Na noite da última quarta-feira (21), Max Verstappen foi eleito o 'Esportista do Ano' em uma premiação na Holanda, país natal do piloto. Em 2016, Verstappen se tornou o mais jovem a vencer uma corrida de Fórmula 1 e o primeiro holandês a triunfar na categoria ao conquistar o GP da Espanha – no qual estreava pela Red Bull.

Verstappen não esteve na cerimônia para receber o prêmio – recebido por Ian Lammers, veterano das pistas e hoje correndo no endurance. O piloto da Red Bull, entretanto, deixou uma mensagem em vídeo para o público.

“Foi uma temporada fantástica para mim, com muitos momentos de destaque. Algo inesquecível, sem dúvida, foi a vitória – um momento muito emocionante. É algo para o qual você trabalha duro desde muito jovem. Creio que todos que me ouvem compreenderão isso”, disse.

Apesar de ter disputado as quatro primeiras corridas do ano pela Toro Rosso antes de ser promovido para o lugar até então ocupado por Daniil Kvyat, Verstappen terminou a temporada em quinto lugar no Mundial de Pilotos.

No discurso de agradecimento, Verstappen destacou Johan Cruyff, o principal nome do futebol holandês e líder do famoso 'Carrossel Holandês' que encantou o mundo na Copa do Mundo de 1974.

Cruyff, que morreu em março deste ano, visitou Verstappen em Barcelona durante os testes de pré-temporada, poucas semanas antes de morrer – visita lembrada pelo piloto. “Estou muito orgulhoso de ter conhecido ele. Claro que foi algo que me emocionou demais após a vitória”, afirmou.

Por fim, Verstappen ainda fez referência ao número 14, utilizado por Cruyff durante a carreira “Li o livro dele e lá descobri que ele era fascinado por números. O tempo total do GP da Espanha foi de 1h41min40s - duas vezes o #14 aparece. Acho que isso torna a vitória ainda mais especial”, completou.

compartilhar
comentários
Ferrari considera trazer Alfa Romeo à F1 como time B
Artigo anterior

Ferrari considera trazer Alfa Romeo à F1 como time B

Próximo artigo

Presidente da Ferrari: teto de gastos não funciona na F1

Presidente da Ferrari: teto de gastos não funciona na F1