Wolff: Se tudo fosse fácil, a Fórmula 1 não seria tão emocionante

Chefe da Mercedes falou sobre o trabalho sendo realizado na fábrica durante a pausa

James Allison, Technical Director, Mercedes AMG, and Toto Wolff, Executive Director (Business), Mercedes AMG

A pausa de quase quatro semanas entre os GPs da Austrália e do Azerbaijão representam férias apenas para os fãs. Nas fábricas das equipes da Fórmula 1, o trabalho segue a mil. E na Mercedes o ritmo é ainda maior, com o time alemão dando "tudo de si" para melhorar o desempenho para o restante do campeonato.

Essa pausa inesperada foi criada devido ao novo cancelamento do GP da China, com a F1 optando por não substituir a prova no calendário, que foi fechado com 23 provas, a maior temporada de sua história.

Leia também:

Nesta longa pausa, as equipes aproveitam a oportunidade de analisar as telemetrias das três primeiras corridas do ano e ver onde é possível melhorar seu desempenho. Isso funciona ainda mais para times como Mercedes e Ferrari, que se veem mais longe da Red Bull do que em 2022 e que agora têm a Aston Martin como a segunda força do grid.

Apesar do bom resultado em Melbourne, com o segundo lugar de Lewis Hamilton, os resultados da Mercedes nas duas primeiras corridas ligaram o alarme na sede da equipe. Mantendo seu conceito único para 2023, a falta de ritmo do W14 nas provas do Oriente Médio fizeram o time decidir por uma revisão no carro, que virá em Ímola, no fim de maio.

Toto Wolff, chefe da Mercedes, agradeceu aos fãs pelo apoio e disse que o trabalho continua nas sedes de Brackley e Brixworth para retomar a forma.

"Quero dizer que estamos felizes com o apoio que vocês nos deram na temporada até agora. Não é fácil, mas se fosse fácil não seria tão emocionante, não seria a Fórmula 1, o pináculo do automobilismo".

"Todos nas fábricas estão dando o seu melhor nas últimas semanas para voltarmos às pistas na melhor forma possível. Estamos emocionados por isso, pelo apoio de vocês enquanto corremos atrás do próximo pódio, vitória ou campeonato. Obrigado e nos vemos logo".

Galvão Bueno tem projeto para voltar a narrar F1; saiba mais no vídeo:

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - McLaren: Domínio da Red Bull mostra que novo regulamento é menos rígido do que parece
Próximo artigo Alemanha, Malásia, Vietnã e mais: as pistas interessadas em entrar / retornar ao calendário da F1

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil