Últimas notícias
Fórmula E ePrix de Santiago

Após perder pódio por punição, Sims insiste que não bateu em Mortara

Britânico fala que que não acertou monegasco em roda do piloto da Venturi na chicane de Santiago

Alexander Sims, BMW I Andretti Motorsports, BMW iFE.18, practices a start

Alexander Sims está convencido de que não bateu em Edoardo Mortara durante o fim de semana passado, no E-Prix de Santiago.

Sims estava desafiando Mortara pelo quarto lugar durante as etapas finais da corrida, quando estavam juntos na apertada chicane das curvas 8/9/10, com Mortara rodando e ficando atrás do piloto da BMW Andretti como resultado.

Após uma breve batalha com Daniel Abt, da Audi, Sims garantiu o terceiro lugar na pista, mas recebeu uma penalidade de tempo pós-corrida pelo confronto com Mortara.

Falando antes do resultado de um protesto apresentado pela BMW ser anunciado, Sims disse ao Motorsport.com: "honestamente, eu não senti nada - eu não senti contato. Talvez tenha sido o mais leve dos toques e foi isso que fez ele rodar”.

"Fui aos comissários imediatamente, não para tentar sair da situação, mas apenas para dar a minha visão honesta. Não senti nenhum contato lá. Estávamos muito próximos, mas não senti que houve um toque. Estamos olhando por diferentes ângulos de câmera, porque se eu realmente toquei nele, seria justa a penalidade."

A BMW apresentou provas adicionais de vídeo e fotos, mas o protesto foi rejeitado. Sims aceitou a decisão.

Quando perguntado sobre sua opinião sobre o incidente, Mortara, que terminou em quarto na classificação final, disse: "o que aconteceu, aconteceu”.

"Eu não acho que seja tão esperto o que ele fez, mas de qualquer forma, eu acho que foi um erro um pouco por dentro e ele também pagou o preço, então no final eu estou feliz com o quarto lugar e eu não estou realmente pensando sobre o que aconteceu com Alexander."

Sims progrediu de oitavo no grid para chegar ao terceiro lugar no calor extremo da corrida, que foi apenas sua terceira na F-E.

"Eu realmente gostei, foi um desafio, estávamos obviamente tentando controlar as temperaturas", disse ele.

"Com os dois FCYs, foi um pouco menos estressante, mas mesmo assim foi quente. Foi muito divertido ser honesto. Tive algumas voltas sozinho no final da corrida por conta própria, então estávamos apenas tentando controlar o ritmo.”

"Eu tenho que dar crédito total aos engenheiros da BMW por fazer um ótimo trabalho antes do fim de semana, antecipando as altas temperaturas e também a corrida, me dando um monte de informações para me deixar fazer o meu trabalho."

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Pilotos da Fórmula E reclamam de pista de Santiago após corrida
Próximo artigo Piquet critica excesso de segurança no automobilismo: “burocracia grande e chata”

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil