F-E: Mercedes assina opção, mas não garante permanência na era do Gen3

Fabricante alemã disse que continuará avaliando como a categoria pode contribuir para as estratégias da Mercedes-EQ e Mercedes-Benz em geral

F-E: Mercedes assina opção, mas não garante permanência na era do Gen3

A Mercedes assinou a opção que lhe permite iniciar trabalho de desenvolvimento na Fórmula E, mas não garantiu sua permanência na era do Gen3

A montadora alemã revelou em abril que estava buscando "esclarecimentos" sobre "detalhes importantes a respeito da estrutura da categoria" e que demorou a assinar as novas regras.

Leia também:

O chefe da equipe, Ian James disse ao Motorsport.com que o time estava em negociações com o detentor dos direitos para as operações da F-E antes que de decidir se comprometer para a temporada 2022-2023 e temporada 2025-2026.

A FIA introduziu uma taxa de registro e homologação de € 300.000 (aproximadamente R$1.847.000) por campanha, que um fabricante teria que pagar se saísse mais cedo.

Esse atraso impediu a Mercedes de acessar os dados da federação sobre os fornecedores de carros do Gen3: Spark Racing Technology (chassis), Williams Advanced Engineering (bateria) e Hankook (pneus).

Nyck de Vries, Mercedes-Benz EQ, EQ Silver Arrow 02

Nyck de Vries, Mercedes-Benz EQ, EQ Silver Arrow 02

Photo by: Simon Galloway / Motorsport Images

Mas a equipe agora escolheu essa opção e se registrou como fabricante, permitindo que ela iniciasse seu trabalho de desenvolvimento.

Um comunicado acessado pelo Motorsport.com dizia: "Assinamos a opção do fabricante pelo Gen3, o que significa que podemos iniciar um trabalho de desenvolvimento significativo participando das reuniões entre a FIA, o detentor dos direitos e os fabricantes".

No entanto, isso "ainda não é uma confirmação oficial de que iremos participar", pois a montadora "continuará avaliando como a Fórmula E pode contribuir melhor para a estratégia geral da Mercedes-EQ e da organização Mercedes-Benz em geral".

A McLaren também tem um acordo de opção no que tange as regras do Gen3, quando entrarão em cena carros mais leves de 120kg, com aumento de potência de até 350 kW, equivalente a 470 cv.

Originalmente, um prazo final de 31 de março foi definido para as fabricantes se comprometerem com as regras e obterem acesso a esses dados. Mahindra, DS Automobiles, Porsche, Nissan, NIO e Jaguar já se inscreveram. Enquanto isso, Audi e BMW sairão do campeonato no final da temporada.

O Motorsport.com soube que uma nova equipe está em negociações para se juntar à categoria elétrica.

Em abril, James disse que o atraso do time alemão em se comprometer com o Gen3 é improvável "que nos coloque em uma posição de causar problemas se for decidido se inscrever."

Mas ele brincou que o diretor técnico da equipe, Nick Chester, um ex-membro da Renault na Fórmula 1, "provavelmente adoraria me chutar na canela agora" por perder a primeira reunião do Grupo de Trabalho Técnico realizada em 6 de abril antes do ePrix de Roma..

A Spark Racing Technology está iminentemente pronta para começar a testar os novos pneus Hankook equivalentes aos atuais monopostos da era do Gen2. O relatório do kit de chassi também foi enviado a três casas de design para projetar a aparência dos novos carros, com um primeiro modelo chegando no outono.

F1 AO VIVO: Max VS Lewis nos BASTIDORES, Bottas #CHATEADO, Emerson 'pistola' e + | DIRETO DO PADDOCK

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast- Quais os episódios fora da F1 que mais marcaram nossas vidas?

 

 

compartilhar
comentários
Fórmula E deve ter quatro provas novas no calendário 2021-22

Artigo anterior

Fórmula E deve ter quatro provas novas no calendário 2021-22

Próximo artigo

Após confirmar participação na Extreme E, McLaren segue avaliando entradas na Fórmula E e no WEC

Após confirmar participação na Extreme E, McLaren segue avaliando entradas na Fórmula E e no WEC
Carregar comentários