Mercedes confirma que sairá da Fórmula E no final de 2022; veja

Anúncio vem após marca vencer título de equipes da categoria, na qual também coroou o holandês Nyck de Vries como campeão

Mercedes confirma que sairá da Fórmula E no final de 2022; veja

A Mercedes anunciou oficialmente que abandonará a Fórmula E no final da temporada 2022 para “se concentrar” na Fórmula 1 em meio a um “reorientação dos recursos para o desenvolvimento de veículos elétricos”.

Conforme adiantado pelo Motorsport.com no domingo, a equipe alemã, que acaba de se sagrar campeã mundial da F-E, seguirá passos das 'conterrâneas' Audi e BMW e deixará a categoria antes da mudança dos carros do campeonato. No mês passado, a Mercedes revelou  que passará a ter uma linha de veículos totalmente elétricos até 2030 como parte de um investimento de £ 34 bilhões, cerca de R$ 247,71 bilhões.

O editor recomenda:

Tendo em vista os gastos e o planejamento, a Mercedes “realocará recursos” de seu programa de Fórmula E e aplicará “as lições aprendidas na competição ao desenvolvimento de produtos em série”.

A Mercedes também disse que a saída da Fórmula E permitirá "concentrar suas atividades de automobilismo" na F1, dado o status do campeonato como "o laboratório mais rápido para desenvolver e provar tecnologias de desempenho futuro sustentáveis".

O anúncio da saída da Mercedes da F-E chega apenas três dias depois de o holandês Nyck de Vries, piloto da marca na categoria, ter sido campeão, conquistando o oitavo lugar na segunda corrida da final da temporada 2021 em Berlim.

O resultado de de Vries, combinado com o terceiro lugar de seu companheiro belga Stoffel Vandoorne, deu à Mercedes o título de equipes apenas no segundo campeonato da equipe de fábrica, já que, em 2018-19, o time foi precedido pela HWA Racelab.

Markus Schafer, membro do conselho de administração da Daimler, explicou: “Na Mercedes-Benz, nós nos comprometemos a lutar contra as mudanças climáticas com força total nesta década."

“Isso exige a transformação acelerada de nossa empresa, produtos e serviços em direção a um futuro livre de emissões e orientado por software e, para isso, devemos dar foco total às nossas atividades principais."

“No automobilismo, a F-E tem sido um bom caminho para provar nossa experiência e estabelecer nossa marca, mas no futuro continuaremos impulsionando o progresso tecnológico - especialmente no lado da tração elétrica - com foco na F1."

“É a arena onde testamos constantemente nossa tecnologia na competição mais intensa que o mundo automobilístico tem a oferecer. A F1 oferece um grande potencial para transferência de tecnologia e nossa equipe e toda a categoria terão emissão zero de CO2 até o final da década.”

Nyck de Vries, Mercedes-Benz EQ, EQ Silver Arrow 02

Nyck de Vries, Mercedes-Benz EQ, EQ Silver Arrow 02

Photo by: Carl Bingham / Motorsport Images

A decisão deixa somente Mahindra, DS Automobiles, Jaguar Land Rover, Porsche, Nissan e NIO como 'montadoras' que se comprometeram com as regras Gen3 (terceira geração de carros da F-E) que vigorarão até o final da temporada 2025-26.

As equipes Andretti Autosport e Envision Virgin Racing também devem continuar, enquanto a 'filial' da Mercedes, Venturi Racing, será obrigada a encontrar um novo parceiro para o trem de força.

F1: BURTI revela início DIFÍCIL com GALVÃO e traz história INCRÍVEL de como conseguiu vaga na GLOBO

PODCAST: Luciano Burti abre o jogo sobre F1, Globo e ausência na Band

 

.

compartilhar
comentários
F-E: Mortara revela lesão na vértebra após acidente em Berlim
Artigo anterior

F-E: Mortara revela lesão na vértebra após acidente em Berlim

Próximo artigo

Bottas fala sobre concorrência com de Vries e Vandoorne por vaga na F1 em 2022

Bottas fala sobre concorrência com de Vries e Vandoorne por vaga na F1 em 2022
Carregar comentários