"Se sou Emerson Fittipaldi, é porque Bird Clemente pilotou carros", diz bicampeão mundial; veja outras homenagens

Testemunhas da genialidade de ex-piloto que morreu neste domingo revelam detalhes de sua importância para o automobilismo brasileiro

Bird Clemente

A semana começou com uma triste notícia para o automobilismo brasileiro. Morreu neste domingo (01), aos 85 anos, o ex-piloto Bird Clemente, um dos gigantes do esporte a motor nacional.

O paulistano foi o primeiro piloto considerado profissional no Brasil, contratado pela Willys, em 1963. Sua trajetória abriu portas para os aspirantes a pilotos poderem traçar seus próprios rumos fora do País.

Leia também:

Primeiro brasileiro a conquistar o título mundial de Fórmula 1, Emerson Fittipaldi destacou em uma postagem no Instagram que se não existisse Bird Clemente, sua carreira simplesmente não aconteceria.

“No último domingo, perdemos um amigo, ídolo e peça fundamental do que o automobilismo brasileiro é hoje. Eu fui um grande fã de Bird Clemente, o primeiro piloto profissional do Brasil, e hoje lamento sua passagem, mas reverencio o legado que ele deixou nessa terra. Se hoje eu sou o Emerson Fittipaldi, é porque Bird Clemente decidiu pilotar carros e mudou a trajetória do esporte no nosso país."

"Vencedor das 24h de Interlagos e 1000 Milhas Brasileiras, foi um grande campeão que inspirou diversas gerações de pilotos no Brasil e tenho certeza de que a sua história ficará para sempre presente nas pistas do Brasil."

"Além de tudo, era um grande artista, que fez esse desenho de si pilotando e nos presenteou com essa pintura linda do Emmo. Obrigado por essas pinturas que você fez com esse dom que Deus te deu. Descanse em Paz, Bird. Muito obrigado por mudar a história do automobilismo nacional."

 

Com exclusividade ao Motorsport.com, o bicampeão mundial de F1 contou uma história envolvendo seu pai, Wilson Fittipaldi, o Barão, que discutiu com Bird sobre sua inscrição nas Mil Milhas.

“O Bird foi um dos pilotos que marcou uma época muito importante para os jovens da minha geração, ele era muito amigo, sempre quando me via, me mandava um abraço com carinho. Ele me inspirou, como tantos pilotos brasileiros. O automobilismo brasileiro tem que agradecer muito o que o Bird fez.”

“Lembro que o Bird me contou uma vez. Meu pai organizava as Mil Milhas, ele era tão jovem que ele entrou lá no Centauro Motor Clube para fazer a inscrição e meu pai não aceitou, falou, ‘não, você é muito jovem, você não vai poder correr’. O Bird me contou essa história, meu pai nunca tinha me falado isso, e aí ele insistiu tanto que meu pai aceitou. Foi uma das primeiras Mil Milhas que o Bird correu.”

“Para nós, foi uma perda muito grande, o automobilismo brasileiro perdeu um dos grandes líderes que fizeram o esporte crescer, e o primeiro profissional, uma perda muito grande pra todos nós.”

Christian Fittipaldi, ex-piloto da F1 e filho de Wilsinho Fittipaldi, comentou a perda de Bird com exclusividade ao Motorsport.com.

“É uma perda muito grande, principalmente se a gente pensar que, mesmo tendo o Chico Landi antes, era uma época em que o Brasil, principalmente a âmbito internacional, estava se fortalecendo. Você pode ter certeza de que o Bird ajudou muito isso a acontecer, apesar da carreira dele ter sido bem mais extensa aqui no Brasil.”

“Mas o fato de ele poder ter preparado ou ter ajudado a preparar pessoas como o Emerson [Fittipaldi], meu pai [Wilsinho], e também outros, foi um marco para muitos pilotos, isso, sem dúvida nenhuma, ajudou bastante.”

Um dos ícones do jornalismo esportivo de automobilismo, Castilho de Andrade ressaltou uma das funções de Bird, mesmo após abandonar as pistas.

“Bird Clemente foi essencial para o automobilismo brasileiro dentro e fora das pistas. Acompanhei seus últimos anos como piloto e estive na vitória que conquistou nas Mil Milhas nos anos 70. Após deixar o esporte, ele se tornou o nosso grande memorialista, impedindo que a tradição e histórias do passado não caíssem no esquecimento. Cumpriu muito bem sua missão.”

TABELA de PREJU FAKE? Rico Penteado esclarece supostos GASTOS de SARGEANT por batidas na WILLIAMS

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast debate tensão interna na Mercedes e até quando Pérez 'sobrevive' na Red Bull

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte também do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Morre o ex-piloto Bird Clemente aos 85 anos
Próximo artigo Thiago Lopes e Léo Reis competem pela Fiat Competizione em Buenos Aires

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil