'Desbravadora' das pistas, Sabine Schmitz morre de câncer aos 51 anos

Conhecida como Rainha de Nurburgring após se tornar a primeira mulher a vencer as 24 Horas do 'Inferno Verde', alemã virou ícone do esporte a motor; relembre

'Desbravadora' das pistas, Sabine Schmitz morre de câncer aos 51 anos

A lendária piloto alemã Sabine Schmitz, carinhosamente conhecida como "Rainha de Nurburgring", morreu nesta terça-feira, aos 51 anos, após perder uma longa batalha contra o câncer. 

Schmitz se tornou a primeira mulher a vencer as 24 Horas de Nurburgring em 1996, obtendo duas vitórias na histórica corrida antes de desfrutar de uma longa carreira ligada ao circuito, além de se tornar conhecida por participações no programa 'Top Gear', da BBC.

O editor recomenda:

Em um comunicado oficial divulgado pela Frikadelli Racing - a equipe que Schmitz fundou com seu marido Klaus Abbelen -, foi anunciado que a alemã havia perdido sua batalha contra o câncer e faleceu.

“Sabine Schmitz (14/05/1969 - 16/03/2021) faleceu ontem (terça-feira) após sua valente luta contra o câncer”, escreveu a equipe nas redes sociais. “Ela tinha 51 anos. Klaus Abbelen e todos os parentes e amigos estão profundamente tristes com a perda incomensurável.”

Schmitz fez história como a primeira campeã das 24 Horas de Nurburgring em 1996, antes de conquistar a segunda vitória no ano seguinte. Ela abriu novos caminhos em 1998, quando se tornou a primeira mulher a ganhar o título do Campeonato de Endurance VLN, da Alemanha.

 

Tendo crescido em Nurburg, talvez fosse inevitável que a carreira de Schmitz se baseasse em seu sucesso em Nurburgring. Além de suas façanhas esportivas por lá, ela foi piloto do 'Inferno Verde' por muitos anos e se estima que tenha completado mais de 30.000 voltas no circuito. Além disso, Schmitz também fez duas participações especiais no Campeonato Mundial de Carros de Turismo em Nurburgring, marcando dois pontos finais em 2015 e 2016.

“O Nürburgring perdeu sua piloto mais famosa”, escreveu o perfil da pista nas redes sociais. “Sabine Schmitz faleceu muito cedo, após uma longa doença. Sentiremos falta dela e de sua natureza alegre. Descanse em paz, Sabine!”.

Em 2017, Schmitz revelou que tinha sido diagnosticada com câncer e, apesar dos esforços para voltar às corridas em 2020, ela disse que a doença tinha voltado com “força total” e estava se revelando “extremamente persistente”.

Fora da Alemanha, Schmitz era mais conhecida por suas aparições no 'Top Gear', no qual treinou o apresentador Jeremy Clarkson em um evento em Nurburgring. Assim, ela se tornou uma das apresentadoras recorrentes do programa em 2016. O jornalista lamentou a morte da lendária piloto. “Notícias terríveis sobre Sabine Schmitz”, escreveu o britânico nas redes sociais, destacando a alegria da alemã.

ERRO BÁSICO da Mercedes e previsão de PÓDIOS da McLaren: Rico Penteado analisa pré-temporada da F1

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PODCAST: Mercedes pode ter reinado derrubado após dificuldades na pré-temporada?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Felipe Fraga retorna à Europa e disputa abertura do GT World Challenge em Ímola

Artigo anterior

Felipe Fraga retorna à Europa e disputa abertura do GT World Challenge em Ímola

Carregar comentários