Andretti: Turbulência vai ser o maior problema para Alonso

Mais rápido no primeiro dia em Indianápolis, Marco Andretti vê andar no tráfego como maior desafio em Indianápolis

Andretti: Turbulência vai ser o maior problema para Alonso
Marco Andretti, Andretti Autosport Honda
Fernando Alonso, Andretti Autosport Honda, Marco Andretti, Andretti Autosport Honda
Fernando Alonso, Andretti Autosport Honda
Fernando Alonso, Andretti Autosport Honda
Fernando Alonso, Andretti Autosport Honda
Marco Andretti, Andretti Autosport Honda
Fernando Alonso, Andretti Autosport Honda
Marco Andretti, Andretti Autosport Honda
Fernando Alonso, Andretti Autosport Honda

Depois de ver o ilustre companheiro de equipe na frente no primeiro treino realizado nesta segunda-feira (16) em Indianápolis, o norte-americano Marco Andretti avaliou o potencial de Fernando Alonso na Indy 500 deste ano.

Para Marco, que foi o mais rápido do dia na segunda sessão livre, o maior desafio para Alonso vai ser andar com ar turbulento no meio dos carros.

"Eu acho que ele está mais preparado do que a maioria dos novatos, para ser honesto", disse Andretti, que terminou em segundo lugar em sua primeira Indy 500, em 2006.

"Ele tem muito conhecimento e experiência de toda a equipe. Ele provavelmente está tendo muita informação de uma vez jogada nele.”

"Mas ele está mais preparado do que eu aos 19. Guiando um carro de F1, você ainda está em algum nível de compreensão de ar sujo e como manobrar de dentro e para fora. É só isso, mas um pouco mais intenso."

No entanto, Andretti crê que o ar sujo vá ser o maior problema de Alonso.

"Depende de onde ele se classificar", observou. "Se ele estiver na frente, o rastro não será tão intenso, mas eu já larguei por toda parte aqui, na frente e atrás. Sair atrás é muito interessante no começo porque você tira o pé do acelerador e o carro não desacelera como você está acostumado. Há muito ar turbulento.”

"Acho que essa é a coisa mais importante, mas penso que podemos quase simular uma corrida com todos os carros da Andretti Autosport, porque é quase um quinto do grid.”

"Então, espero que Fernando tenha uma sensação boa o suficiente. Mas o dia da corrida sempre tem uma surpresa para você. São 500 milhas, por isso a preparação é apenas uma espécie de adaptação. Mas pelo que já testemunhei de sua carreira até agora, acho que ele é bom nisso."

compartilhar
comentários
Assista ao segundo treino para as 500 Milhas de Indianápolis
Artigo anterior

Assista ao segundo treino para as 500 Milhas de Indianápolis

Próximo artigo

Power domina segundo dia de treinos em Indy; Alonso é 24º

Power domina segundo dia de treinos em Indy; Alonso é 24º
Carregar comentários