IndyCar
R
St. Pete
13 mar
-
15 mar
Próximo evento em
14 dias
R
Birmingham
03 abr
-
05 abr
Próximo evento em
35 dias
R
Long Beach
17 abr
-
19 abr
Próximo evento em
49 dias
R
Austin
24 abr
-
26 abr
Próximo evento em
56 dias
R
GP de Indianápolis
07 mai
-
09 mai
Próximo evento em
69 dias
22 mai
-
24 mai
Próximo evento em
84 dias
R
Detroit
29 mai
-
31 mai
Próximo evento em
91 dias
R
Texas
04 jun
-
06 jun
Próximo evento em
97 dias
R
Road America
19 jun
-
21 jun
Próximo evento em
112 dias
R
Richmond
25 jun
-
27 jun
Próximo evento em
118 dias
R
Toronto
10 jul
-
12 jul
Próximo evento em
133 dias
R
16 jul
-
18 jul
Próximo evento em
139 dias
R
Mid-Ohio
14 ago
-
16 ago
Próximo evento em
168 dias
R
Gateway
20 ago
-
22 ago
Próximo evento em
174 dias
R
Portland
04 set
-
06 set
Próximo evento em
189 dias
R
Laguna Seca
18 set
-
20 set
Próximo evento em
203 dias

Carlin: "Tarde demais" para a McLaren entrar na Indy em 2019

compartilhar
comentários
Carlin: "Tarde demais" para a McLaren entrar na Indy em 2019
Por:
Co-autor: Tom Errington
Traduzido por: Daniel Betting
19 de jul de 2018 09:45

A McLaren pode ter "perdido o barco" para entrar na Indy na temporada de 2019, diz o chefe da equipe Carlin, Trevor Carlin

Trever Carlin
Johnny Rutherford, Juan Pablo Montoya, Team Penske Chevrolet, Fernando Alonso, Andretti Autosport Honda
Johnny Rutherford, McLaren M16, and Mario Andretti, McLaren M24
Johnny Rutherford, McLaren M16, and Mario Andretti, McLaren M24
Johnny Rutherford
Fernando Alonso, Andretti Autosport Honda, with former McLaren Indy 500 winner Johnny Rutherford
Fernando Alonso, McLaren-Honda-Andretti Honda pit stop

A McLaren está considerando ter uma equipe de dois carros da IndyCar para a próxima temporada, tendo mantido conversas com os fabricantes de motores Honda e Chevrolet.

A Carlin entrou para a série IndyCar em 2018, apesar de deixar passar um mês do prazo exigido pela categoria antes de se tornar um time cada vez mais regular na categoria. O chefe da equipe, Trevor Carlin, disse que sua experiência sugere que a McLaren enfrentará dificuldades para estrear em 2019.

"Se uma equipe como a McLaren quisesse montar um time totalmente novo, eles deveriam estar bem adiantados, com quatro ou cinco carros, caminhões e equipamentos", disse Carlin ao Motorsport.com.

“Eu só posso falar da nossa experiência, mas tivemos a aprovação no final de outubro [de 2017] e coincidiu com um novo pacote de carro, o que significava que a Dallara estava esticando, então não conseguimos nosso primeiro carro depois Natal e os testes começaram uma ou duas semanas depois. Pode ser mais fácil para novas equipes este ano, mas ainda é difícil”.

Leia também:

Carlin diz que as finanças da McLaren ajudarão a compensar o tempo, mas o recrutamento será o maior obstáculo.

"Isso depende se eles conseguirem pessoas decentes e com qual rapidez conseguirão", disse. “A maioria das pessoas decentes está trabalhando para que você não as consiga até o final da temporada [da IndyCar] em setembro.”

“Obviamente, orçamentos enormes desempenham um papel e você pode se mover muito rapidamente, mas, no final do dia, é para conseguir as pessoas certas, não apenas gastar dinheiro. Uma equipe com dinheiro como a McLaren vai achar carros e equipamentos mais facilmente, mas a equipe é outro nível.”

“Uma parceria [como a McLaren-Andretti na Indy 500 de 2017] é apenas colocar um carro em uma equipe existente, que é basicamente patrocínio e muito mais fácil. Mas a McLaren parece querer fazer o seu próprio time, então eles devem estar trabalhando entre eles.”

O tricampeão das 500 Milhas de Indianápolis, Johnny Rutherford, que conquistou suas duas primeiras vitórias com a McLaren, esteve no Centro de Tecnologia McLaren nesta semana para posar com o Troféu Borg-Warner e seu recém-restaurado McLaren M16C de 1974.

Ele pareceu concordar com a avaliação de Carlin de que a McLaren deixou esperou tempo demais para reentrar na Indy em tempo integral em 2019.

Rutherford, que foi o embaixador da McLaren na Indy 500 de 2017, com Fernando Alonso, disse ao Motorsport.com: "Honestamente, acho que eles estão muito atrasados para fazer isso no ano que vem. Eu acho que eles precisam começar agora para 2020.”

"Eu não sei exatamente o que vai acontecer com a McLaren. Houve alguns rumores e alguns falam sobre eles voltarem, mas não tem como saber."

Rutherford disse que um programa de temporada completa exigiria muito mais trabalho do que outra corrida individual na Indy 500.

"É muito diferente, é um esforço demorado e eles precisam fazer alguns testes, eles precisam contratar alguém que conheça os circuitos e colocá-los no caminho certo", disse. "Há muitas perguntas que precisam ser respondidas."

Próximo artigo
Pietro Fittipaldi faz teste e se aproxima de retorno à Indy

Artigo anterior

Pietro Fittipaldi faz teste e se aproxima de retorno à Indy

Próximo artigo

Texas quer renovar contrato com IndyCar

Texas quer renovar contrato com IndyCar
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria IndyCar
Pilotos Johnny Rutherford
Equipes McLaren Compre Agora
Autor James Newbold