Marcos Gomes revela foco internacional com Le Mans e campeonatos europeus de endurance

compartilhar
comentários
Marcos Gomes revela foco internacional com Le Mans e campeonatos europeus de endurance
Por:

Campeão de 2015 da Stock Car correrá restante da temporada da European Le Mans Series e Intercontinental GT Challenge

Campeão da Stock Car de 2015, Marcos Gomes é um dos pilotos do grid da principal categoria do automobilismo brasileiro a se aventurar – e com sucesso – fora do Brasil. Após tentativa de figurar na NASCAR East Series, o filho de Paulo Gomes começou uma empreitada bem-sucedida na Ásia, culminando no título da Asian Le Mans Series no ano passado e o convite para correr na maior prova de resistência do mundo, as 24 Horas de Le Mans.

A pandemia veio e adiou a prova, que está prevista para ocorrer no dia 19 de setembro, mas com a confirmação do brasileiro no grid pela equipe Ferrari HubAuto.

Gomes também fará parte do mesmo esquadrão, a mesma que o ajudou a vencer na Asian Le Mans Series, mas agora na Intercontinental GT Challenge, o que trará a oportunidade de correr nas 24 Horas de Spa, em outubro.

Outra novidade, é a participação do restante do campeonato da European Le Mans Series, nas quatro corridas restantes do calendário - Spa, Barcelona, Monza e Portimão -, já que a categoria realizou no dia 19 de julho sua primeira etapa, em Paul Ricard. O desafio será com a equipe Kessel Racing, também de Ferrari.

“Será um dos grandes desafios da minha carreira”, disse Gomes com exclusividade ao Motorsport.com. “Trabalhei duro, dentro e fora das pistas para fazer uma temporada completa na Europa, tive isso como objetivo nos últimos três anos.”

“As coisas começaram a dar certo no começo do ano passado, quando conseguimos a pole position das 24 Horas de Daytona, com a Via Italia Racing, que foi quando consegui me aproximar dos engenheiros da Ferrari. Eles me ajudaram na empreitada nos campeonatos da Ásia. Lá, eles também me indicaram para a equipe Kessel.”

“Estou muito animado, espero que tudo dê certo, tenho certeza que vai dar, porque as equipes são boas, e eu já tenho uma boa experiência com a Ferrari 488. Apesar de não conhecer nenhuma das pistas que vou correr, como Spa, Le Mans, Monza, Portimão, Silverstone e Barcelona, creio que dará tudo certo, conhecendo o carro muito bem.”

A princípio, nenhum dos compromissos internacionais conflitam com sua participação na Stock, com a equipe Cavaleiro Sports.

Racing Point e Red Bull lideram, Hulkenberg vive saga para voltar à F1 e Drugovich é pole na F2

PODCAST: Os bastidores do futuro do GP do Brasil de F1

 

Vitórias em Le Mans, frustração na Indy, aventura no Dakar: Alonso usou anos fora da F1 para se aventurar pelo automobilismo

Artigo anterior

Vitórias em Le Mans, frustração na Indy, aventura no Dakar: Alonso usou anos fora da F1 para se aventurar pelo automobilismo

Próximo artigo

24 Horas de Le Mans de 2020 será realizada com portões fechados por aumento em casos de Covid-19 na França

24 Horas de Le Mans de 2020 será realizada com portões fechados por aumento em casos de Covid-19 na França
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Le Mans , European Le Mans
Autor Erick Gabriel