Vencedor de Le Mans de "coração partido" pela Toyota

Piloto da Porsche Neel Jani lamenta quebra de rival na última volta: "sinto muito pelo que aconteceu com eles"

Vencedor de Le Mans de "coração partido" pela Toyota
LMP1 podium: class and overal winners #2 Porsche Team Porsche 919 Hybrid: Romain Dumas, Neel Jani, Marc Lieb, second place #6 Toyota Racing Toyota TS050 Hybrid: Stéphane Sarrazin, Mike Conway, Kamui Kobayashi, third place #8 Audi Sport Team Joest Audi R18: Lucas di Grassi, Loic Duval, Oliver Jarvis, privateer award winners #12 Rebellion Racing Rebellion R-One AER: Nicolas Prost, Nick Heidfeld, Nelson Piquet Jr.
#2 Porsche Team Porsche 919 Hybrid: Romain Dumas, Neel Jani, Marc Lieb
#2 Porsche Team Porsche 919 Hybrid: Romain Dumas, Neel Jani, Marc Lieb
#2 Porsche Team Porsche 919 Hybrid: Romain Dumas, Neel Jani, Marc Lieb
#2 Porsche Team Porsche 919 Hybrid: Romain Dumas, Neel Jani, Marc Lieb
#23 Panis Barthez Competition Ligier JS P2 Nissan: Fabien Barthez, Timothé Buret, Paul-Loup Chatin
Start behind the safety car: #2 Porsche Team Porsche 919 Hybrid: Romain Dumas, Neel Jani, Marc Lieb

Piloto da Porsche e vencedor das 24 Horas de Le Mans, Neel Jani afirmou ter ficado de "coração partido" ao ver a rival Toyota perder uma vitória que parecia certa na icônica prova de endurance disputada no circuito francês.

Jani, que herdou a vitória junto com seus companheiros  Marc Lieb e Romain Dumas, estava ao volante quando seu Porsche tomou a liderança do carro da Toyota no começo da última volta da prova. 

Guiado pelo japonês Kazuki Nakajima, o carro da Toyota tinha mais de um minuto de vantagem, mas começou a perder potência  na penúltima volta até finalmente parar na reta principal, para desespero dos torcedores e da montadora japonesa. 

Jani disse que a estratégia da Porsche era seguir dando tudo para não permitir à Toyota nenhuma chance de tirar o pé e poupar equipamento.  Mesmo assim, afirmou ter ficado triste pelo azar dos rivais. 

"Foi basicamente uma caçada de 24 horas. Com todos os safety cars, foi meio doido. Estivemos sempre cerca de 15 a 20 segundos atrás da Toyota. Daí, no final, perdemos 20 segundos numa zona lenta. Então decidimos manter a pressão sobre eles. Afinal, nunca se sabe o que pode acontecer". 

"Adoraria dizer que felizmente algo aconteceu, mas não se pode falar isso. Era a última volta e sinto muito pelo o que aconteceu com eles. E isso não é espírito esportivo, é apenas uma questão humana", finalizou.

compartilhar
comentários
VÍDEO: Confira os melhores momentos das 24h de Le Mans

Artigo anterior

VÍDEO: Confira os melhores momentos das 24h de Le Mans

Próximo artigo

Di Grassi: Audi tem "muita lição de casa" após Le Mans

Di Grassi: Audi tem "muita lição de casa" após Le Mans
Carregar comentários