Após mortes, FIM aumenta idade mínima para pilotos em categorias juniores de moto

Além do aumento na idade, FIM determinou também a redução nos grids das categorias, que podem chegar a 40 pilotos por ano

Após mortes, FIM aumenta idade mínima para pilotos em categorias juniores de moto

Após três mortes em cerca de quatro meses em categorias juniores de motovelocidade de nível europeu e internacional, a Federação Internacional de Motociclismo, que sanciona todas as competições de duas rodas no mundo anunciou um aumento na idade mínima para que pilotos possam competir nesses campeonatos de base.

As mortes que levaram a essas mudanças foram a de Jason Dupasquier, piloto da Moto3 de 19 anos morto após um acidente na classificação em Mugello em maio, Hugo Milán, de 14 anos na Copa de Talentos Europeia em Aragón e a mais recente, de Dean Berta Viñales, primo de Maverick Viñales, no mês passado durante um acidente na World Supersport 300 em Jerez.

Leia também:

Isso levou a novos pedidos para que mudanças sejam feitas nas categorias juniores, forçando a Dorna Sports, organizadora da MotoGP, a criar um grupo de trabalho para levantar soluções.

Após uma reunião do Grupo Permanente, que inclui membros da Dorna e da FIM na sexta, foi anunciado que, a partir de 2022, os limites de idade serão aumentados em todos os campeonatos, além de confirmar a redução no tamanho dos grids.

A partir do próximo ano, todas as categorias da Copa de Talentos aumentarão o limite de idade de 12 para 13 anos, com grids limitados a 30 pilotos, enquanto a Copa de Novatos Red Bull aumentará de 13 para 14 anos.

O Mundial Junior de Moto3, que neste ano admitia pilotos de 14 anos, subirá o limite para 15, com limite de 32 motos no grid. Isso também será válido para a World Supersport 300, uma redução considerável para um campeonato com 40 pilotos inscritos neste ano.

Jason Dupasquier, Carxpert PruestelGP

Jason Dupasquier, Carxpert PruestelGP

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

O limite mínimo de idade também subirá de 15 para 16 anos. Exceções serão dadas em 2022 para quem já corre atualmente em sua respectiva categoria mas ainda não possui a idade mínima.

A partir de 2023, esse limite de idade aumentará ainda mais, incluindo um mínimo de 14 anos para "todos os tipos de corrida em circuitos de Grande Prêmio, incluindo todos com homologação nível A, B ou C".

Isso se aplicará também ao Mundial de Motovelocidade. As categorias de base, em especial a Moto3, terá o limite mínimo de idade aumentado de 16 para 18. Hoje, 16 anos é a idade mínima para disputar tanto a Moto3 quanto a Moto2. Essa passará a ser a base para o Mundial Júnior de Moto3 e o Europeu de Moto2.

F1 AO VIVO: Verstappen PISTOLA, RECADO de Pérez, CÁLCULO de Hamilton, PUNIÇÃO a Vettel e tudo do GP

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #139 – Qual o campeonato da F1 mais emocionante do século?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
MotoGP: Miller é o mais rápido da sexta em Misano; Quartararo não chega ao top 15
Artigo anterior

MotoGP: Miller é o mais rápido da sexta em Misano; Quartararo não chega ao top 15

Próximo artigo

MotoGP: Bagnaia voa e faz pole em Misano, enquanto Quartararo sai apenas em 15º

MotoGP: Bagnaia voa e faz pole em Misano, enquanto Quartararo sai apenas em 15º
Carregar comentários