Lorenzo: "não ligo para o título, não somos competitivos"

Atual campeão da MotoGP, Jorge Lorenzo não pensa nas remotas chances de título, mas em resolver os problemas de ritmo enfrentados nas últimas corridas

Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing

Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing

Yamaha MotoGP

Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing

Oitavo colocado no GP da Grã-Bretanha, realizado no último domingo (4), Jorge Lorenzo viu Marc Márquez abrir 64 pontos de vantagem com seis etapas para o final da temporada 2016 da MotoGP. O espanhol tem chances matemáticas de manter o título da MotoGP, mas o que mais preocupa Lorenzo é outro aspecto: a falta de rendimento apresentada nas últimas etapas.

"Eu não ligo para o título, não somos competitivos e estamos perdendo muitos pontos. Sempre, de alguma maneira, algo aconteceu e perdemos pontos nas últimas corridas", disse o piloto da Yamaha, que espera apresentar melhora no GP de San Marino, no próximo final de semana.

"Vamos ver em Misano. No seco, estamos bem para ser um dos mais velozes. Se chover, tentaremos dar outro passo à frente", afirmou.

"Aposta" no acerto da moto não funcionou

Com a Yamaha sofrendo para andar rápido em pista seca, Lorenzo e a equipe tentaram um acerto diferente na suspensão pouco antes da corrida para tentar ser mais veloz, mas a aposta não rendeu o esperado.

"Fizemos uma aposta no acerto da moto - que eu gostaria de ter experimentado no warm-up, mas o clima não permitiu. Endurecemos a suspensão - em 2012, fizemos o mesmo no warm-up e funcionou, mas desta vez não deu certo. Em vez de melhorar, a moto piorou.", disse.

Além disso, Lorenzo revelou que sofreu novamente com os pneus na segunda metade da corrida em Silverstone. "Na nona volta, comecei a sentir uma enorme vibração no pneu traseiro, como se um pedaço de borracha tivesse de desprendido do pneu", afirmou.

"Com isso, tive de reduzir drasticamente o meu ritmo e então Aleix (Espargaró) me ultrapassou e abriu vantagem", completou

Reportagem adicional por Oriol Puigdemont

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior Com vitória de Viñales, MotoGP bate recorde de equilíbrio
Próximo artigo Crutchlow diz que lutar com Rossi e Márquez foi "surreal"

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil