MotoGP
04 out
-
06 out
Evento encerrado
18 out
-
20 out
Evento encerrado
25 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
15 nov
-
17 nov
Evento encerrado

Márquez: Dovizioso é o piloto a ser batido na República Tcheca

compartilhar
comentários
Márquez: Dovizioso é o piloto a ser batido na República Tcheca
Por:
2 de ago de 2019 18:33

Pentacampeão afirma que apesar do italiano não ter sido o mais rápido no TL2, foi quem apresentou desempenho mais constante em ritmo de corrida

Líder do campeonato 2019 da MotoGP, Marc Márquez reconheceu que Andrea Dovizioso é o piloto a ser batido neste fim de semana, após o italiano mostrar um ritmo forte e constante no circuito de Brno, na República Tcheca.

Leia também:

Dovizioso foi o mais rápido da primeira sessão de treinos, mas foi apenas o quarto melhor no segundo treino, liderado pelo francês Fabio Quartararo. Vários pilotos relataram desgaste acentuado de pneus na pista tcheca, e Márquez admitiu que o italiano foi quem manteve desempenho mais forte em simulação de corrida.

“É verdade que hoje a diferença estava muito grande, se compararmos com as últimas corridas”, disse Márquez. “Aqui, as primeiras cinco voltas são em um ritmo e as 15 seguinte são em outra tocada”.

“No momento, o mais rápido para mim é Dovi. Ele é aquele que consegue manter um ritmo melhor, e no ano passado ele também fez uma grande corrida”.

“Então sim, nós podemos entender a volta mais rápida (de Quartararo), e com certeza as pessoas olham o resultado final, o que significa apenas a melhor volta. O mais importante é conferir o histórico de voltas, e daí pode-se ver que o ritmo de Dovi é o um dos mais rápidos”.

Marquez ainda tem pouca confiança em novo chassi

O pentacampeão comparou o novo chassi, de carbono reforçado, com o antigo, registrando seu melhor tempo do dia com a versão atualizada. No entanto, ele tem receio de usar a nova versão na corrida porque ele ainda não tem experiência o suficiente, e o modelo antigo se mostrou competitivo.

“Hoje, eu experimentei os dois chassis no TL1 e no TL2, porque amanhã o clima pode não estar tão bom, parece que há 50% de chances de termos uma tempestade, então é importante ter duas motos exatamente iguais, com os mesmos chassis”, disse Márquez.

“Eu fiz a melhor volta com o novo, mas o antigo é o antigo, eu conheço tudo daquele chassi, entendo todas as reações dele”.

“Agora, os engenheiros vão tentar analisar tudo, o ritmo com os dois chassis foi muito similar, mas o antigo é conhecido, e ainda precisamos trabalhar no novo”, disse o pentacampeão. “Com clima incerto ainda não decidimos (quando voltar a testar), mas nós temos um teste na segunda feira, então nós vamos experimentar novamente após a corrida”.

“Se você não está em uma situação tão boa é fácil escolher o novo chassi, mas se você está com uma sensação boa, se está vindo de vitórias, depois de ter sido constante em todas as pistas, então é mais difícil tomar essa decisão”.

Com a colaboração de Oriol Puigdemont

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Photo by: Gold and Goose / LAT Images

Próximo artigo
Valentino Rossi diz que motor da Yamaha falhou em Brno por excesso de uso

Artigo anterior

Valentino Rossi diz que motor da Yamaha falhou em Brno por excesso de uso

Próximo artigo

MotoGP: Sob chuva, Márquez lidera treinos de sábado na República Tcheca

MotoGP: Sob chuva, Márquez lidera treinos de sábado na República Tcheca
Carregar comentários