MotoGP
R
GP do Catar
05 mar
-
08 mar
Próximo evento em
39 dias
R
GP da Tailândia
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
53 dias
R
GP das Américas
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
67 dias
R
GP da Argentina
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
81 dias
R
GP da Espanha
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
95 dias
R
GP da França
14 mai
-
17 mai
Próximo evento em
109 dias
R
GP da Itália
28 mai
-
31 mai
Próximo evento em
123 dias
R
GP da Catalunha
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
130 dias
R
GP da Alemanha
18 jun
-
21 jun
Próximo evento em
144 dias
R
GP da Holanda
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
151 dias
R
GP da Finlândia
09 jul
-
12 jul
Próximo evento em
165 dias
R
GP da República Tcheca
06 ago
-
09 ago
Próximo evento em
193 dias
R
GP da Áustria
13 ago
-
16 ago
Próximo evento em
200 dias
R
GP da Grã-Bretanha
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
214 dias
R
GP de San Marino
10 set
-
13 set
Próximo evento em
228 dias
R
GP de Aragón
01 out
-
04 out
Próximo evento em
249 dias
R
GP do Japão
15 out
-
18 out
Próximo evento em
263 dias
R
GP da Austrália
23 out
-
25 out
Próximo evento em
271 dias
R
GP da Malásia
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
277 dias
R
GP de Valência
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
291 dias

Márquez: É estranho o que acontece com a Yamaha

compartilhar
comentários
Márquez: É estranho o que acontece com a Yamaha
Por:
21 de set de 2018 20:40

Piloto da Honda terminou primeiro dia de trabalho em Aragón com o melhor tempo e falou sobre seus rivais

Marc Márquez começou o primeiro treino livre com sua tradicional estratégia de testar todos os pneus disponíveis. Assim, após o primeiro treino, ele foi o sexto, quase oito décimos de Andrea Dovizioso. À tarde, o piloto da Honda queria seguir a mesma linha, mas finalmente optou por utilizar o pneu mais macio para marcar um tempo que o colocou entre os melhores.

No final, o espanhol colocou as coisas no lugar e fechou o dia no topo da tabela, à frente da dupla oficial da Ducati. Pior foi a Yamaha, mais do que um segundo de seu tempo.

"Andei atrás de Viñales e detectei alguns problemas, mas não vou dizer a eles para encontrá-los, é estranho o que acontece com a Yamaha, é difícil de entender porque há pontos em que eles vão mais rápido que nós e outros em que têm dificuldades, mas mais cedo ou mais tarde eles vão encontrar a solução", disse ele.

Leia também:

O líder do campeonato também se referiu à situação de Johann Zarco, um dos seus rivais mais difíceis no início da temporada e que não vem bem nas últimas corridas. Nesta sexta-feira ele terminou em 17º.

"É estranho o que acontece com Zarco. Ele está sofrendo nas long runs. Antes de Le Mans, estava indo muito rápido. Eu não posso dizer o porquê, mas uma vez que assinou com a KTM, parece estar sofrendo", disse ele.

O piloto catalão insiste que não vai fazer loucuras para obter a vitória no domingo, especialmente vendo o nível da Ducati, e salienta que o importante será certificar seu quinto título da  MotoGP, independentemente de quando.

"O trabalho que fazemos é para vencer, ter a primeira chance de ganhar o título na Tailândia seria fantástico. Mas o importante é vencer, não importa onde e quando. Demos um grande salto à tarde, e esperávamos que a Ducati fosse rápida porque fizeram um teste aqui recentemente. Eles e a Yamaha têm mais informações, será importante escolher pneus", disse Márquez.

Próximo artigo
Rossi: Yamaha precisa de "milagre" para evitar ano sem vitória

Artigo anterior

Rossi: Yamaha precisa de "milagre" para evitar ano sem vitória

Próximo artigo

Crutchlow: Ducati tem vantagem sobre a Honda em Aragón

Crutchlow: Ducati tem vantagem sobre a Honda em Aragón
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Localização Motorland Aragon
Pilotos Marc Marquez Compre Agora
Autor Oriol Puigdemont