Últimas notícias

Márquez revela que “perdeu cabelos” com duro início de ano

Piloto admite que teve primeira fase da temporada repleta de estresse, mas tudo começou a mudar quando passou a gostar de pilotar a moto

Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Podium: race winner Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Winner Marc Marquez, Repsol Honda Team
Podium: Race winner Marc Marquez, Repsol Honda Team

Recém-coroado campeão da MotoGP, Marc Márquez revelou que sofreu quedas de cabelo durante um início de temporada estressante na temporada de 2017, e que isso mostrou que era necessária uma mudança de abordagem em sua campanha.

Márquez subiu no pódio apenas duas vezes nas primeira seis corridas do ano e sofreu vários acidentes, o que o colocou em uma desvantagem inicial na tabela de pontuação.

Após a corrida de Mugello, ele estava 37 pontos atrás do então líder, Maverick Viñales. O piloto da Honda admitiu que, na primeira metade da temporada, seu estresse era tamanho que começou a perceber que estava perdendo cabelos.

“Foi uma temporada realmente dura, com muitos altos e baixos, muitos momentos difíceis e muitos bons momentos”, disse Márquez. “Especialmente a primeira metade da temporada foi muito dura.”

“Depois de Barcelona, eu estava com minha cabeleireira e ela disse: ‘O que aconteceu? Você está perdendo cabelo’, e era verdade.”

“Eu disse ‘não, eu tenho 24 anos! É impossível!’ Meu avô e meu pai têm cabelo.”

“Então fui falar diretamente com o Dr. Charte [médico da MotoGP] e ele me disse para mudar a minha abordagem, porque eu tenha estresse demais em meu corpo.”

“Eu percebi que estou sempre sorrindo, sempre feliz, mas, dentro de mim, somos humanos, e a tensão está lá. Estamos nervosos.”

A segunda metade foi “perfeita”

Márquez afirmou que as mudanças na moto e em sua abordagem permitiram sua recuperação, especialmente após um teste importante em Brno.

Depois de Barcelona, Márquez venceu cinco vezes em 11 corridas, subiu no pódio em nove e deixou de terminar somente uma vez, em Silverstone, quando sofreu uma quebra de motor.

“Eu mudei minha abordagem, mas especialmente mudei a sensação com a minha motor. Fizemos uma grande mudança na moto e aí tive a sensação correta novamente, e comecei a gostar de novo de estar na moto.”

“Depois de Le Mans, estávamos no carro, indo ao aeroporto com minha equipe, e disse a eles: ‘Não estou gostando da moto. Estou pilotando só porque preciso pilotar, mas não estou gostando’.”

“Ali mudamos a mentalidade. Primeiro, precisávamos ver uma forma de gostar da moto, e então encontraríamos os resultados.”

“Estávamos indo por aquele caminho, trabalhando duro nos testes. Demos mais de 100 voltas em cada dia e encontramos um jeito de gostar [da moto].”

“A segunda metade da temporada foi perfeita para mim. Controlamos todas as sessões a todo momento, sempre terminando no pódio [tirando] a Malásia, mas estávamos lá.”

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Viñales é o mais rápido no primeiro dia de testes da MotoGP
Próximo artigo Rossi: Para Yamaha, é melhor tomar moto 2016 como base

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil