MotoGP: Após confirmação de saída, Marc Márquez agradece Honda por parceria "inigualável"

Parceria de 11 temporadas rendeu seis títulos, 59 vitórias, 64 poles e 101 pódios até aqui, restando seis provas na temporada 2023

World Champion Marc Marquez, Repsol Honda Team

Srinivasa Krishnan

Após confirmar o fim de uma parceria de 10 anos na MotoGP, Marc Márquez agradeceu a Honda pelo que considera uma "relação única e inigualável".

A Honda anunciou nesta quarta (04) que, por acordo mútuo, Márquez encerrará seu contrato de quatro anos uma temporada antes, no fim de 2023. A decisão veio após um ano sofrível do espanhol, com a Honda tendo uma RC213V nada competitiva, causando ainda diversas lesões ao hexacampeão, que obteve apenas um pódio em GPs no ano.

Leia também:

O futuro de Márquez era alvo de debate há semanas, com apenas dois caminhos possíveis: seguir com a Honda ou ir para a Ducati através da Gresini, mesmo tendo em mãos uma Desmosedici do ano anterior. Agora sabemos que é o último que acontecerá, mesmo com a equipe italiana ainda tendo que confirmar o fato.

Imediatamente após o anúncio, Márquez agradeceu a equipe pela qual fez sua estreia e história na MotoGP, conquistando seis títulos entre 2013 e 2019, com 59 vitórias, 101 pódios e 64 poles.

"Obrigado por essa grande jornada de 11 anos juntos!", disse. "Compartilhamos momentos inesquecíveis juntos: seis títulos mundiais, cinco tríplices coroas [Mundiais de Pilotos, Equipes e Construtores], 59 vitórias, 101 pódios e 64 poles".

"Trabalho duro, determinação e a ligação que construímos ao longo dos anos. Risos, lágrimas, diversões, momentos difíceis mas, o mais importante: uma relação única e inigualável. Separados, mas sempre juntos".

 

Márquez admitiu no último domingo após o pódio no GP do Japão que dificilmente mudaria sua decisão sobre o futuro, com o espanhol falando mais cedo na semana que "estava certo" de seus planos.

Segundo apurado, Márquez não poderá levar ninguém de sua equipe para a Gresini. Já a Honda vem realizando um recrutamento em busca de engenheiros que ajudariam Márquez a ficar, mas sem sucesso.

Márquez formará dupla com seu irmão Álex na Gresini, retomando uma parceria brevemente realizada em 2020 na equipe oficial da Honda, antes de Marc sofrer o acidente no GP da Espanha em Jerez que mudou seu destino.

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #250 – Andretti é aprovada pela FIA para F1. E agora?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Marc Márquez confirma saída da Honda após 10 anos e ida para a Gresini Ducati em 2024
Próximo artigo MotoGP | "Com Márquez na Ducati, o resto do grid nem precisa aparecer"

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil