MotoGP GP do Japão

MotoGP | "Com Márquez na Ducati, o resto do grid nem precisa aparecer"

Cal Crutchlow correu na LCR Honda entre 2016 e 2020, dividindo a RC213V com Márquez no auge do domínio do espanhol

Race winner Marc Marquez, Repsol Honda Team, second place Cal Crutchlow, Team LCR Honda

Agora que a ida de Marc Márquez para a Gresini em 2024 está confirmada, o britânico Cal Crutchlow sempre defendeu que, caso o espanhol fosse para a Ducati na MotoGP, "o resto do grid nem precisa aparecer".

Na quarta-feira, a previsão de Crutchlow se confirmou, com a Honda anunciando um acordo mútuo pelo fim do contrato de Márquez um ano antes do previsto. Agora ele vai para a Gresini em uma Ducati do ano anterior, mesmo que a equipe de Faenza ainda não tenha confirmado a informação.

Leia também:

Isso vem em meio a um ano complicado para Márquez e a Honda, com o espanhol fazendo apenas um pódio no domingo devido a uma RC213V pouco competitiva.

Hoje piloto de teste da Yamaha, Crutchlow correu pela Honda entre 2016 e 2020 com a LCR, coincidindo com o período dominante de Márquez, com quatro dos seis títulos vindos nessa fase.

Falando no GP do Japão, o britânico reiterou sua crença de que Márquez é o melhor piloto do grid, mesmo com a fase ruim da Honda.

"Sempre disse que, se Marc fosse para a Ducati, o resto do grid nem precisa aparecer. Sempre disso isso. Então, por esse motivo, não quero que ele vá. Quero vê-lo dando a volta por cima com a Honda".

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

"Mas também não ligo. Quero ver uma boa corrida na TV se Marc ainda é o melhor piloto, o mais talentoso - o que eu acredito que seja, já tive o privilégio de guiar com ele porque estávamos na Honda na mesma época".

"Eu sabia o que ele estava fazendo, eu entendi, mas não conseguia fazer. Seu talento é incrível. Não acho que ele tenha perdido esse talento. Acho que, no momento, a moto não está permitindo que ele faça o que ele fazia. Se ele pudesse, acho que estaria à frente no campeonato".

Nas redes sociais, Márquez agradeceu a Honda por tudo que ela deu a ele na parceria, a qual chamou de "inigualável". O espanhol conquistou seis títulos mundiais, 59 vitórias, 64 poles e 101 pódios com a montadora.

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #250 – Andretti é aprovada pela FIA para F1. E agora?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Após confirmação de saída, Marc Márquez agradece Honda por parceria "inigualável"
Próximo artigo MotoGP: Candidato ao título, Bezzecchi sofre fratura em treino e passa por cirurgia

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil