MotoGP Portimao March Testing

MotoGP - Márquez: Honda "não pode ser otimista" após primeiro dia de testes em Portugal

Novo companheiro de Márquez, Joan Mir também reclamou do ritmo apresentado pela Honda em Portimão

Marc Marquez, Repsol Honda Team

A Honda vive uma corrida contra o tempo em busca de uma melhora da problemática RC213V mesmo tendo apenas mais um dia de testes antes do início da temporada 2023 da MotoGP. Por isso, o hexacampeão Marc Márquez afirma que a equipe "não pode ter otimismo" após o primeiro dia em Portugal, mas reforça o pedido de calma.

No dia de abertura da pré-temporada em Portugal, o melhor resultado da Honda veio de Álex Rins, na LCR, que ficou em 11º, quase um segundo atrás da melhor marca, de Francesco Bagnaia. Já a dupla da equipe oficial, Joan Mir e Márquez, que caíram ao longo do sábado, foram 14º e 19º, respectivamente.

Leia também:

No mês passado, Márquez saiu dos testes de Sepang admitindo não ter uma moto capaz de lutar pelo título, e reiterou os problemas em Portugal.

"Hoje terminamos com a mesma moto da Malásia", disse Márquez, que deu 78 voltas no sábado. "É o melhor pacote que encontrei aqui, mas ainda estamos muito longe do pessoal da frente. Mas ainda não começamos o campeonato".

"Honestamente, não podemos ter muito otimismo sobre o resultado, mas não ganhamos nada com a raiva. Então amanhã, com essa base, vamos buscar o melhor ajuste, o melhor ritmo, a melhor volta, buscando o melhor em cada situação".

Joan Mir, Repsol Honda Team

Joan Mir, Repsol Honda Team

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

Estreando na Honda, Mir também lamentou a situação da Honda: "Não vou mentir, não me sinto bem. Foi um dia muito difícil. Ainda não tenho uma boa sensação com a moto e estamos tentando entender o que eu preciso para ser rápido, o que precisamos no geral, dar pequenos passos para nos aproximarmos do pessoal da frente".

"No fim do dia, estava melhorando meu tempo um pouco, mas caí em um setor no qual estamos sofrendo muito. O lado bom é que em alguns setores sou rápido. Então temos que entender essas curvas onde estou perdendo performance".

Mir disse que está sofrendo para entender a entrega de potência da Honda em Portimão, enquanto o novo chassi não trouxe melhoras, especialmente nas curvas. Márquez concordou com o companheiro, afirmando que o melhor chassi foi o usado em Sepang.

O hexacampeão também reclamou da nova embreagem "dura" da Honda para 2023, que contribuiu para vários testes de largada estranhos para ele no fim do sábado.

"É algo que precisamos entender. É verdade que, no primeiro teste, eu estava com um pneu médio bem gasto e talvez não tivesse aderência. Mas a Honda mudou a embreagem neste ano, e ela é bem dura na primeira parte. Então se torna perigoso. Amanhã já temos alinhado um ajuste para tentar evitar isso".

Rico Penteado revela como Flavio Briatore 'acabou com a brincadeira' na Renault F1

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #220 - Fernando Alonso pode ser a 'salvação' da F1 em 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Bagnaia lidera 1-2 da Ducati no primeiro dia de testes em Portugal
Próximo artigo MotoGP: Yamaha sofre para homologar carenagem aerodinâmica da moto de 2023

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil