MotoGP: Márquez se diz “nervoso” antes de volta ao campeonato

Espanhol espera que nervos voltem ao normal após o primeiro treino livre do GP de Portugal

MotoGP: Márquez se diz “nervoso” antes de volta ao campeonato

Marc Márquez está fora de ação na MotoGP desde sua tentativa no GP da Andaluzia em julho passado, poucos dias depois da primeira operação que ele teve no braço direito quebrado no GP da Espanha.

Submetido a mais duas operações depois de ter perdido o resto da temporada de 2020 e as duas primeiras etapas de 2021 no Catar, Márquez fará o tão esperado retorno neste fim de semana no Circuito Internacional do Algarve, em Portimão.

Leia também:

Falando na coletiva de imprensa nesta quinta-feira (15), Márquez disse que está lutando contra os nervos depois de 265 dias sem estar em uma moto de MotoGP, mas tem certeza que o nervosismo vai desaparecer após TL1 da sexta-feira.

"É muito bom estar de volta aqui e com todos vocês, porque os últimos nove meses foram muito, muito difíceis", disse Márquez.

"Amanhã vou dar o passo mais importante na minha reabilitação, que é voltar a correr com uma moto de MotoGP.”

“É verdade que estou nervoso, tenho algumas borboletas no estômago que não são normais em mim, mas sei que depois do TL1 elas vão embora e agora é hora de desfrutar estar na moto de novo.”

“Hoje conheci toda a equipe japonesa, porque toda a espanhola já os tinha conhecido num teste privado.”

“Mas a equipe japonesa estava muito motivada e imediatamente eu disse: 'Ei, não se esqueça que não temos nenhum objetivo neste fim de semana'.”

“Não serei o mesmo Marc no TL1, preciso de tempo, ainda estou em reabilitação e há duas coisas diferentes: um lado físico, mas também um lado mental.”

"Estamos no processo, mas estou muito feliz por estar aqui e estou ansioso para correr com a moto."

Márquez diz que foi "difícil" não correr no Catar porque se sentia pessoalmente "pronto", embora tenha notado que foi difícil ver as corridas do ano passado de fora.

“Foi muito estranho principalmente no início, então no meio desses nove meses já estava normal, eu estava lá apenas como um torcedor assistindo pela TV e curtindo”, acrescentou.

“Claro que foi muito difícil tomar a decisão de não correr no Catar em duas corridas porque me sinto pronto, mas não 100%, e então os médicos decidiram me impedir.”

“Claro, só segui esse conselho, mas foi difícil, nove meses, foi muito difícil e com dúvidas. Não só a dúvida de voltar a correr, mas também a dúvida se terei um braço normal.”

"Então, isso foi difícil e sempre fui otimista, o que foi o ponto chave e, especialmente, as pessoas ao meu redor me ajudaram muito a manter a motivação e ter o objetivo de correr de moto novamente."

F1 2021: RIVALIDADES de Hamilton, 'MEDO' de Bottas e tudo sobre a F1 em Ímola | DIRETO DO PADDOCK

PODCAST: TELEMETRIA: A verdade sobre motor Honda e tudo sobre o GP da F1 em Ímola

 

compartilhar
comentários
MotoGP: Márquez tenta vitória em 20º circuito diferente em pista 'desconhecida'

Artigo anterior

MotoGP: Márquez tenta vitória em 20º circuito diferente em pista 'desconhecida'

Próximo artigo

MotoGP: Viñales lidera TL1 em Portugal; Márquez é terceiro em retorno após nove meses

MotoGP: Viñales lidera TL1 em Portugal; Márquez é terceiro em retorno após nove meses
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Marc Marquez
Autor Lewis Duncan