MotoGP: Martín revela que não recebeu resposta da Michelin após 'fiasco' no Catar

Com déficit de 21 pontos para Bagnaia, Martín diz que chega "relaxado" para a final em Valência

Jorge Martin, Pramac Racing

Jorge Martin, Pramac Racing

Gold and Goose / Motorsport Images

Chegando na etapa final da temporada 2023 da MotoGP 21 pontos atrás de Francesco Bagnaia, o espanhol Jorge Martín revelou nesta quinta-feira em Valência que ainda não recebeu uma resposta da Michelin sobre os problemas de pneus que o prejudicaram no GP do Catar do último domingo.

O piloto da Pramac teve seu pior resultado da temporada em Losail com o décimo lugar devido a um aparente defeito no pneu, que prejudicou duramente sua performance. Com Bagnaia terminando a prova em segundo, Martín se vê agora com um déficit de 21 pontos no Mundial com 37 em jogo no fim de semana.

Leia também:

Martín teceu críticas duras à Michelin no Catar, afirmando que a fornecedora de pneus "roubou" o campeonato dele. Atualmente, a marca francesa está investigando o caso, mas ainda não trouxe respostas.

"Não, ainda não", disse Martín na coletiva em Valência se havia ouvido alguma coisa da Michelin. "Foi uma corrida dura. Eu sofri desde a primeira volta. Não tenho respostas. É preciso tempo para analisar essas coisas. Talvez eu tenha falado um pouco demais após a corrida porque sou impulsivo. Não sabemos ainda o que aconteceu, talvez entenderemos em um ou dois meses".

Martín disse que foi "fácil de esquecer" o que aconteceu no Catar, chegando à decisão "relaxado" já que "não tem nada a perder".

Jorge Martin, Pramac Racing

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

Jorge Martin, Pramac Racing

"Bem, após a última etapa agora é mais difícil, com certeza. A forma como estava indo, estávamos recuperando pontos, mas agora estamos bem distantes. Então estou bem relaxado, já entendi após a corrida que será bem difícil de vencer".

"Mas estou feliz com meu ano. Agora que não tenho nada a perder, vou tentar curtir o fim de semana e vencer ambas as corridas. Sou capaz de fazer isso em uma pista que gosto e que sou rápido".

"Pra mim, foi fácil de esquecer. Entendi que não era minha culpa, era mais eu ajudando o meu pessoal a ficar feliz, quando na verdade deveria ter sido o oposto. Mas é como as coisas são, e não quero pensar muito nisso. Quero focar na etapa. Acho que no passado 21 pontos era muito, hoje não tanto".

"Ainda temos uma chance. Então independente do que acontecer, ok. Se terminar em segundo, ótimo, se for campeão, incrível".

TELEMETRIA: GP de Abu Dhabi e a briga entre Mercedes e Ferrari

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate se GP de Las Vegas de fato teve sucesso

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior ANÁLISE: Após interferir na briga pelo título da MotoGP, Michelin precisa adotar transparência
Próximo artigo MotoGP: Zarco lidera TL1 em Valência com Martín em 3º e Bagnaia em 13º

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil