Os engenheiros da Honda na F1 estão ajudando o departamento de MotoGP

Segundo o presidente da HRC, a colaboração entre moto e carro está começando a melhorar para a Honda depois de algumas tentativas e erros durante o estabelecimento da nova organização

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Gold and Goose / Motorsport Images

Muito se tem falado sobre o deserto que a Honda atravessa, quatro anos depois de uma temporada largamente dominada pela marca e pelo seu líder, Marc Márquez na MotoGP. Hoje, no fundo do poço, a fabricante procura se recuperar, principalmente contando com força diferente daquela especializada em GPs de motos.

Leia também:

A união de esforços é possível pelo fato de a HRC, divisão de competição da Honda, ter reunido as corridas de motos e carros em uma única entidade. Engenheiros especializados em Fórmula 1 podem, portanto, intervir no desenvolvimento do motor da MotoGP para tentar buscar novas soluções, em um esforço comum para trazer a Honda de volta ao topo.

Koji Watanabe, presidente do HRC, garante que estes novos métodos de trabalho começam a dar frutos depois de uma implementação inicialmente bastante complicada.

“Dentro da Honda, as culturas de duas rodas e de quatro rodas são muito diferentes. Por isso começamos entendendo que seria um tanto difícil trabalharmos juntos como uma empresa”, explica.. “De fato, demorou todo o primeiro ano para finalizar a integração, porque tudo era diferente, tanto as operações, a estrutura, os sistemas de compras etc. Neste segundo ano, começamos a avançar na colaboração entre as duas rodas e quatro rodas."

“Neste momento, a estagnação do MotoGP é um grande problema para a Honda/HRC,” continua. “Decidimos, portanto, recuperar as nossas forças com uma estrutura totalmente focada na HRC. Para isso, a equipe de desenvolvimento de quatro rodas está envolvida no desenvolvimento do MotoGP e se esforça para produzir resultados tangíveis o mais rapidamente possível."

Para Koji Watanabe, não só é essencial resolver as dificuldades do programa de MotoGP, como também entender o que pode ser favorável ao carro.

"As duas rodas tem uma longa história como empresa de corridas, então conhecemos as corridas e como elas funcionam. Ela também estabeleceu um modelo de negócios em que a HRC fabrica peças de competição e as fornece a seus usuários por meio de revendedores. O setor de quatro rodas está apenas começando a desenvolver esse aspecto. Há muito o que aprender com as motocicletas em termos de know-how. Nesse sentido, estou convencido de que a colaboração entre a motocicleta e o automóvel produzirá algo ainda maior do que esperávamos originalmente."

Koji Watanabe é um dos superiores da Honda a quem Marc Márquez recorreu na Primavera, quando quis alertar o grupo para as dificuldades atuais e obter respostas sobre os meios implementados para as resolver. À margem do GP de Itália, o campeão espanhol tinha conhecido o presidente da HRC, bem como Shinji Aoyama, número dois da Honda Motor Company.

Ele então garantiu que o aumento do envolvimento da Honda na F1, com retorno esperado em 2026 em colaboração com a Aston Martin, não prejudicou o projeto do MotoGP. Em vez de esperar que pudesse funcionar como um motor, ele saudou a fusão entre os dois polos.

"Nunca tive a impressão de que eles não apostaram na moto", garantiu Marc Márquez em junho. "O projeto é hoje o mesmo de quando cheguei, há dez ou 11 anos, o envolvimento da marca [continua o mesmo]. Vejo-os [trabalhar] e acontecem pequenas coisas. Às vezes funcionam, às vezes não, mas vejo que se interessem [pelo projeto]. Se não fosse assim, os patrões não vinham [falar comigo]."

"Também é verdade que eles têm muito potencial. É difícil saber o que está acontecendo aqui [nos circuitos], o que está acontecendo no Japão. A filosofia é outra. Desde o ano passado, os departamentos de carros e motos se juntaram forças e espero que isso possa nos ajudar no projeto MotoGP."

Qual a DIFERENÇA entre o domínio de Max com a Red Bull e pico de Hamilton/Mercedes? E a McLaren?

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #242 – O que a F1 2023 tem trazido de positivo, apesar da falta de vencedores diferentes?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP - Frustrado, Quartararo decidirá futuro com Yamaha em setembro: "Já dei uma chance, não haverá outra"
Próximo artigo GP da Áustria de MotoGP: Horários e como assistir à etapa do Red Bull Ring, com MotoE

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil