Entrevista

Pai de Rossi sobre rumores de aposentadoria: “Ele não se importa com nada que lê”

Para Grazziano Rossi, filho só precisa que Yamaha lhe entregue uma moto com motor mais potente para voltar a brigar por vitórias

Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Em uma entrevista para a Gazzeta dello Sport da Itália, Grazziano Rossi, o pai do heptacampeão da MotoGP, Valentino Rossi, assegurou que os rumores de aposentadoria não afetam “o Doutor”. Para ele, o piloto da Yamaha continua motivado e sua maior preocupação é com o desenvolvimento do motor da fabricante japonesa.

Leia também:

Após uma primeira metade do campeonato intensa, Rossi encontra-se em Ibiza, desfrutando das férias antes de voltar às pistas. Enquanto isso, seu pai, Graziano Rossi, comentou o estado do italiano: “Estou seguro de que já em Brno, em 4 de agosto, Valentino estará dando o melhor de si e que a partir do próximo GP poderá voltar a lutar pelo pódio”.

Além disso, Rossi pai aproveitou para comentar as especulações sobre a aposentadoria de seu filho, que é atualmente o piloto mais velho da MotoGP: “Para Valentino, não importa, ele não lê nada. Está em grande forma física e não apenas eu, mas todos ao seu redor repetem isso”, confessou.

“Talvez esteja preocupado, sim, porque sem dúvida teve problemas nos últimos meses. Porém não está desmotivado, nunca está. No geral, quando está um pouco deprimido por algum motivo, não se abala, é exatamente o contrário”.

“Compartilho de algumas das preocupações de Valentino, porém também de seu otimismo. E acima de tudo, eu gostaria de vê-lo correndo sempre”.

Grazziano Rossi sugere uma rápida solução: “Ajustar as configurações do motor é a chave para recuperar o que se perde na reta”. Por fim, o italiano adicionou: “Houve um tempo em que Valentino e sua equipe ficaram sem rumo. Me refiro ao desenvolvimento de uma moto que já é bastante complicada por si mesma.

“Não é nenhum mistério: todos sabem que a Yamaha é a mais lenta entre as motos que competem nas pistas atualmente, tanto em termos de velocidade máxima quanto em aceleração”, admitiu.

GALERIA: Carreira de Valentino Rossi, heptacampeão da MotoGP:

1996: Rossi estreia nas 125cc
1997: Primeiro título mundial, com a Aprilia, nas 125cc
1999: Segundo ano de Rossi nas 250cc
2000: Vai para as 500cc com a Honda
2001: Conquista o primeiro título na categoria rainha
2002: Segundo título, já na MotoGP
2003: Rossi de cabelo vermelho
2004: Primeiro ano na Yamaha
2005: Ao lado do brasileiro Alex Barros no ano do pentacampeonato consecutivo do italiano
2006: Ao lado da Yamaha M1
2007: Mais uma foto na Yamaha
2008: Depois de dois anos sem título, Rossi voltou a ser campeão, tendo Jorge Lorenzo como companheiro
2010: Rossi exibe capacete personalizado para etapa italiana da MotoGP
2010: Rossi estuda traçado de circuito de Mugello
2011: 'Doutor' barbudo em seu ano de estreia na Ducati
2012: Mais um ano com a Ducati
2013: Volta à Yamaha
2015: Italiano volta ao pódio com regularidade
2016: Mais um ano com a Yamaha
2017: Quase nos quarenta, Rossi voltou ao visual 'careca'
2019: Rossi completa quatro décadas neste ano
21

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Márquez explica motivo para menos quedas nesta temporada
Próximo artigo Lorenzo vai ficar de fora das próximas duas corridas da MotoGP

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil