MotoGP
R
GP do Catar
05 mar
-
08 mar
Próximo evento em
14 dias
R
GP da Tailândia
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
28 dias
R
GP das Américas
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
42 dias
R
GP da Argentina
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
56 dias
R
GP da Espanha
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
70 dias
R
GP da França
14 mai
-
17 mai
Próximo evento em
84 dias
R
GP da Itália
28 mai
-
31 mai
Próximo evento em
98 dias
R
GP da Catalunha
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
105 dias
R
GP da Alemanha
18 jun
-
21 jun
Próximo evento em
119 dias
R
GP da Holanda
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
126 dias
R
GP da Finlândia
09 jul
-
12 jul
Próximo evento em
140 dias
R
GP da República Tcheca
06 ago
-
09 ago
Próximo evento em
168 dias
R
GP da Áustria
13 ago
-
16 ago
Próximo evento em
175 dias
R
GP da Grã-Bretanha
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
189 dias
R
GP de San Marino
10 set
-
13 set
Próximo evento em
203 dias
R
GP de Aragón
01 out
-
04 out
Próximo evento em
224 dias
R
GP do Japão
15 out
-
18 out
Próximo evento em
238 dias
R
GP da Austrália
23 out
-
25 out
Próximo evento em
246 dias
R
GP da Malásia
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
252 dias
R
GP de Valência
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
266 dias

Rossi é pessimista para Buriram: não é minha pista favorita

compartilhar
comentários
Rossi é pessimista para Buriram: não é minha pista favorita
Por:
2 de out de 2018 15:05

Piloto da Yamaha enfrenta a primeira de quatro etapas fora da Europa com objetivo de voltar a lutar pelo pódio

As expectativas de Valentino Rossi neste trecho final da temporada não são muito altas. A mensagem de pessimismo enviada pelo italiano nas últimas corridas sugere que qualquer sucesso que possa vir daqui até o fim do ano será devido mais ao fracasso dos outros do que ao sucesso da Yamaha.

O 46 continua a ser o terceiro do campeonato, apesar de ele próprio ter reconhecido em Misano que não sabe como fazer para seguir nesta posição. A Yamaha enfrentou sua 23ª corrida sem vencer na última etapa, em Aragón, alcançando assim sua pior seca na história da classe rainha. Rossi disse que apenas um milagre faria o time terminar o ano acabando com esta seca.

Neste sentido as perspectivas não são muito promissoras. No Motorland, Rossi imaginou que em algum momento a Yamaha teria disponível o protótipo do próximo ano, algo que nem o próprio Lin Jarvis, chefe da montadora, sabe.

Esperando a resolução desta questão, o piloto da Tavullia chega à Tailândia com a ideia de continuar a trabalhar em uma M1 que parece condenada.

Rossi reconhece que o circuito não é do seu agrado, como ficou evidente nos testes de pré-temporada, onde terminou em 12º. Além disso, a semelhança da pista com o Red Bull Ring - onde a Yamaha teve um dos seus piores desempenhos em muito tempo - também não ajuda a levantar o ânimo.

"Buriram não é uma das minhas pistas favoritas, mas será outro fim de semana importante para melhorar a nossa moto e uma oportunidade para conhecer os fãs asiáticos, que são muito apaixonados MotoGP", disse Rossi.

"Fizemos um teste de pré-temporada lá em fevereiro. Como sempre, faremos o melhor para tornar a corrida um bom fim de semana, e meu objetivo é lutar pelo pódio novamente e obter bons resultados nesta turnê transoceânica."

Próximo artigo
Sem chance de fechar título, Márquez pede calma em Buriram

Artigo anterior

Sem chance de fechar título, Márquez pede calma em Buriram

Próximo artigo

Confira os horários da MotoGP na Tailândia

Confira os horários da MotoGP na Tailândia
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Valentino Rossi Compre Agora
Equipes Movistar Yamaha MotoGP
Autor Carlos Guil Iglesias