Rossi fala que derrota em 2015 lhe tirou energia

Italiano da Yamaha lamenta déficit de pontos em 2016, mas avisa que será consistente até fim do ano

Rossi fala que derrota em 2015 lhe tirou energia
Podium: second place Valentino Rossi, Repsol Honda Team
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Marc Marquez, Repsol Honda Team, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Fans of Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Andrea Iannone, Ducati Team, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Second place Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Second place Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Vice-campeão no ano passado após um fim de temporada polêmico devido a brigas com Marc Márquez e Jorge Lorenzo dentro e fora das pistas, Valentino Rossi assumiu que a derrota em 2015 lhe tirou um pouco da energia que tinha.

Mesmo que ainda com a motivação intacta, o piloto falou que ainda não esqueceu dos episódios das últimas três provas do ano passado, quando, supostamente, Marc Márquez o teria atrapalhado propositalmente para ajudar Lorenzo.

"Ainda tenho uma grande motivação, porque quero tentar vencer mais corridas e ganhar o campeonato. No ano passado eu estive muito perto", falou o italiano ao site MotoGP.com.

"A sensação foi muito ruim, porque acho que o final do ano passado não foi justo. As primeiras duas ou três semanas foram difíceis, mas após o Rali de Monza - voltando a competir – eu fiquei tipo: 'ok, esquecemos'. Você nunca esquece, mas você tenta esquecer.”

"A energia que consumi no ano passado foi extrema, porque chegamos na última corrida muito próximos.”

"E se você ganha, você recupera um pouco da energia. Se você perde, você não recupera. Então, para mim, eu pago muito pelo ano passado."

Consistência é o objetivo

Apesar de estar à frente de Jorge Lorenzo no campeonato deste ano com um segundo lugar em Brno há duas semanas, Rossi encontra-se 53 pontos atrás de Marc Márquez com sete corridas restantes.

O italiano diz que encontrar consistência será o seu principal alvo para a parte final da temporada.

"É uma pena, porque tinha potencial para lutar por este campeonato", acrescentou Rossi. "Tive falta de sorte e também alguns erros, e isso nos deixou muito longe do topo.”

"Se em Mugello a moto não tivesse quebrado. Se em Assen não tivesse caído. Se em Sachsenring não tivesse chovido e eu pudesse ter lutado pela vitória...”

"Temos potencial, mas infelizmente não temos pontos suficientes. Assim, a meta para as próximas corridas é tentar ficar nesse nível, mas, sobretudo, tentar marcar mais pontos."

compartilhar
comentários
Coincidindo com F1 na Itália, MotoGP muda horários; confira
Artigo anterior

Coincidindo com F1 na Itália, MotoGP muda horários; confira

Próximo artigo

Lorenzo: "sem corridas na chuva, eu seria o líder"

Lorenzo: "sem corridas na chuva, eu seria o líder"
Carregar comentários