Rossi: Pedrosa é tão perigoso quanto Márquez e Viñales

Depois de vitória de Dani na Espanha, italiano liga luz de alerta para disputa do título: “Ele será um rival perigoso”

Rossi: Pedrosa é tão perigoso quanto Márquez e Viñales
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Podium: Race winner Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Podium: Race winner Dani Pedrosa, Repsol Honda Team, second place Marc Marquez, Repsol Honda Team, third place Jorge Lorenzo, Ducati Team

Após o triunfo dominador de Dani Pedrosa em Jerez de la Frontera, Valentino Rossi acredita que o espanhol vá ser uma ameaça pelo título tão perigosa quanto o atual campeão Marc Márquez e seu companheiro na Yamaha, Maverick Viñales.

Rossi ainda lidera o campeonato, mas com dois pontos de vantagem para Viñales, quatro para Márquez e dez para Pedrosa, que é o quarto.

"A Honda fez um grande retorno. Eles dominaram todo o fim de semana", disse Rossi. "A coisa mais preocupante é que a Honda foi muito forte, enquanto tivemos problemas durante a corrida.”

"Neste ano, Pedrosa está em sua melhor forma, e eu sempre o considerei entre os candidatos à batalha do título. Ele veio de um pódio em Austin e em Jerez foi muito forte.”

"No entanto, Dani não é apenas forte aqui. Ele será um rival perigoso no mesmo nível que Márquez e Viñales."

Melhora da Honda

Pedrosa disse que ficou confuso com os problemas da Yamaha em Jerez, onde o piloto da Tech 3, Johann Zarco, foi a melhor YZR-M1, na quarta posição. Mas o espanhol ficou satisfeito por ter feito progressos depois de um início de ano ruim.

Márquez e Pedrosa terminaram em quarto e quinto lugares no Catar, antes de ambos caírem na Argentina, mas ambos foram ao pódio em Austin em 1º e 3º respectivamente.

"Eu diria que estamos aprendendo mais sobre a moto e chegando mais perto de onde a moto está ficando mais forte", disse Pedrosa.

"Além disso, estou ficando cada vez melhor para o estilo de condução da moto, e aprendendo com os nossos erros e dos nossos pontos fracos.”

"Por alguma razão, a Yamaha não foi forte neste ano em Jerez quando normalmente eles sempre são.”

"Eu não sei qual é a situação deles, mas normalmente nesta pista em todos os anos pelo menos uma moto deles está no pódio. Então, recuperar alguns pontos que perdemos depois de nosso erro na Argentina é muito bom para nós.”

"Desde a última corrida estamos melhorando, e espero que possamos continuar melhorando na mesma linha."

Reportagem adicional por Lena Buffa

compartilhar
comentários
Rossi e Viñales divergem sobre chassi novo da Yamaha
Artigo anterior

Rossi e Viñales divergem sobre chassi novo da Yamaha

Próximo artigo

Suzuki prevê retorno de Rins em teste pós-GP da Catalunha

Suzuki prevê retorno de Rins em teste pós-GP da Catalunha
Carregar comentários