MotoGP
23 ago
-
25 ago
Evento encerrado
13 set
-
15 set
Evento encerrado
20 set
-
22 set
Evento encerrado
04 out
-
06 out
Evento encerrado
18 out
-
20 out
Evento encerrado
25 out
-
27 out
Próximo evento em
5 dias
R
GP da Malásia
01 nov
-
03 nov
Próximo evento em
12 dias
R
GP de Valência
15 nov
-
17 nov
Próximo evento em
26 dias

Rossi se diz preocupado com falta de velocidade final de nova Yamaha

compartilhar
comentários
Rossi se diz preocupado com falta de velocidade final de nova Yamaha
Por:
25 de fev de 2019 12:05

Depois de teste satisfatório na Malásia, piloto admite que está tendo dificuldades no Catar no treino desta semana

Valentino Rossi admite estar "preocupado" com o alto déficit de velocidade que a Yamaha enfrenta em relação a suas rivais após o segundo dia de testes no Catar.

O heptacampeão da categoria principal apontou a falta de velocidade da M1 como uma de suas maiores fraquezas, tendo registrado sua melhor velocidade em 334,3 km/h no domingo. Em comparação, as Hondas de Marc Márquez e Cal Crutchlow alcançaram 346,1 km/h.

"Infelizmente estamos um pouco lentos na reta", disse Rossi. "Por algum motivo em Sepang, não fomos muito lentos, mas aqui no Catar temos uma grande desvantagem, talvez porque temos dificuldades na saída das curvas.”

"Eu disse em novembro passado que tínhamos dois motores diferentes para tentar, eu decidi por um, e este é o motor. Mas a desvantagem aqui em relação à Honda e à Ducati é de mais de 10 km/h na reta, estamos um pouco preocupados. Mas neste momento, é assim."

Explicando por que esteve tão mal na tabela de tempos no domingo, (19º) Rossi acrescentou: "ontem [sábado] tivemos um cenário base, e eu não estava tão mal, hoje tentamos melhorar, tentamos algumas configurações e materiais diferentes”.

"Mas infelizmente não melhoramos. Foi um dia difícil. Sempre fui muito lento. Não estamos felizes."

Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Photo by: Gold and Goose / LAT Images

Viñales: Moto atual é a melhor Yamaha desde que cheguei ao time

Embora mais otimista sobre o seu dia, Viñales apontou a falta de aceleração como uma área onde a marca Iwata ainda está cedendo "alguns décimos" a suas rivais.

"Com certeza a moto está funcionando muito bem, acho que é a melhor moto que temos nos últimos dois anos", disse o espanhol.

"Mas os competidores deram passos realmente grandes, então precisamos continuar trabalhando, especialmente na aceleração. Acho que agora perdemos bastante nessa área.”

"Em Sepang não tanto, mas aqui mais. Amanhã [segunda-feira] eu acho que vamos fazer um acerto diferente, assim talvez possamos ganhar alguma velocidade máxima que será muito importante, especialmente para a corrida.”

"No momento, o caminho certo para o foco é com certeza na aceleração. Estamos muito rápidos nas curvas, mas agora estamos perdendo nas saídas."

Quando os comentários de Viñales sobre o fato de achar que a Yamaha tem a moto mais forte desde que ele se juntou à equipe em 2017 foram ditos a Rossi, o italiano respondeu: "se ele diz isso, eu estou de acordo”.

"Sinceramente, sofri um pouco com a aderência traseira, especialmente hoje. Tentamos algumas coisas diferentes para melhorar, porque ontem a base e não era tão ruim.”

"Para mim, não somos fortes o suficiente para vencer. Ainda temos uma desvantagem em relação à melhor moto. Mas espero com todo o coração que eu esteja errado e que Maverick esteja certo."

Reportagem adicional por Oriol Puigdemont.

Maverick Vinales, Yamaha Factory Racing

Maverick Vinales, Yamaha Factory Racing

Photo by: Gold and Goose / LAT Images

Próximo artigo
Rins dita ritmo no segundo dia de testes da MotoGP no Catar

Artigo anterior

Rins dita ritmo no segundo dia de testes da MotoGP no Catar

Próximo artigo

Lorenzo teme que primeiras corridas na Honda na MotoGP possam ser difíceis

Lorenzo teme que primeiras corridas na Honda na MotoGP possam ser difíceis
Carregar comentários