Red Bull anuncia brasileiro Fraga para temporada 2022 do DTM, maior campeonato de turismo da Europa

Campeão da Stock Car em 2016 dividirá os boxes da equipe com Cassidy, vencedor da Super Fórmula do Japão

Red Bull anuncia brasileiro Fraga para temporada 2022 do DTM, maior campeonato de turismo da Europa
Carregar reprodutor de áudio

A Red Bull acertou sua formação de pilotos para sua segunda temporada no DTM como equipe completa: Felipe Fraga e Nick Cassidy pilotando a Ferrari 488 GT3 preparados pela AF Corse. O brasileiro substituirá o vice-campeão do ano passado, Liam Lawson, no carro #74, enquanto o neo-zelandês ocupará o lugar vago pelo novo recruta da Williams na Fórmula 1, Alexander Albon, no #37, caracterizado com as cores da AlphaTauri.

Uma série de datas conflitantes entre o DTM e as séries de apoio à F1 - Fórmula 2 e Fórmula 3 - provou ser o principal obstáculo para a RBR finalizar seu time de pilotos para 2022, o que forçou a marca de bebidas energéticas a olhar para fora da sua academia de juniores.

Leia também:

Embora nem Fraga nem Cassidy sejam membros do programa rumo à Fórmula 1, ambos têm acordos de patrocínio pessoal com a Red Bull e já carregavam os logotipos dos austríacos em seus capacetes.

Felipe, campeão da Stock Car Pro Series de 2016, acumulou uma vasta experiência em carros GT3 nos últimos anos, inclusive no GT World Challenge Europe e no IMSA. Isso também o ajuda a representar a Ferrari nas 24 Horas de Le Mans deste ano com a Riley Motorsports.

"Estou realmente muito feliz por poder pilotar aqui", disse Fraga. "É uma grande oportunidade para mim, a maior da minha carreira até agora, e quero ir bem. Não posso prever nenhum resultado, mas estou aqui porque quero lutar por vitórias."

"Sei que com o Red Bull AlphaTauri AF Corse podemos fazê-lo - como em 2021", acrescentou.

#74 Riley Motorsports Ligier JS P320: Felipe Fraga

#74 Riley Motorsports Ligier JS P320: Felipe Fraga

Photo by: Chris duMond / Motorsport Images

Campeão da Super GTSuper Fórmula, Cassidy correrá com a outra Ferrari apoiada pela Red Bull em até seis das oito rodadas, depois de fazer uma estreia promissora no DTM no lugar de Albon em Norisring no ano passado.

As perspectivas do neo-zelandês de garantir uma temporada parcial no DTM foram impulsionadas depois que ele assinou com a AF Corse no WEC, onde substituiu Giancarlo Fisichella no carro #51 da equipe.

Há apenas uma data conflitante entre DTM e WEC este ano, mas Cassidy também pode não estar disponível para a abertura da temporada em Roma, que choca com a corrida de Mônaco da Fórmula E. e também da rodada de Norisring em junho, que acontece no mesmo fim de semana do E-Prix de Vancouver.

Não está claro quem substituirá Nick quando ele estiver honrando seus compromissos nas outras divisões

Nick Cassidy, AF Corse

Nick Cassidy, AF Corse

Photo by: Alexander Trienitz

CUTUCADA em Verstappen? Wolff DESTOA de Max e fala de Red Bull ZERADA: Não desejo MÁ SORTE a ninguém

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #168 - 'Volta' da Ferrari incendeia ainda mais disputa da F1 em 2022?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1, MotoGP, WEC, DTM... Relembre as sete maiores polêmicas do esporte a motor em 2021
Artigo anterior

F1, MotoGP, WEC, DTM... Relembre as sete maiores polêmicas do esporte a motor em 2021

Próximo artigo

Thiago Vivacqua estreia em categoria de acesso ao DTM

Thiago Vivacqua estreia em categoria de acesso ao DTM