Fórmula 1 GP da Hungria

Após pole e 'gritaria', Hamilton fala em encerrar jejum de vitórias na F1, mas faz 'alerta'

Heptacampeão está ciente das ameaças de Verstappen e Norris; confira

Polesitter Lewis Hamilton, Mercedes

Após bater o rival holandês da Red Bull Max Verstappen por apenas 0s003 para conquistar a pole position do GP da Hungria de Fórmula 1, o piloto britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, disse que "perdeu a voz de tanto gritar no carro" após a classificação em Hungaroring.

É a primeira vez que o heptacampeão mundial larga da posição de honra do grid desde o GP da Arábia Saudita de 2021, justamente o ano em que o inglês acabou perdendo o título para Verstappen.

O editor recomenda:

Além disso, a pole deste sábado vem após uma sexta-feira difícil para Hamilton, que chegou a dizer que a Mercedes estava em seu "pior momento" depois do segundo treino livre nas cercanias de Budapeste.

Lewis admitiu que "não esperava" estar na disputa pela pole e que "não tinha mais nada" no final da volta. "Tem sido um ano e meio louco", afirmou ele. "Perdi minha voz de tanto gritar no carro. É incrível a sensação. Sinto-me muito grato por estar aqui, porque a equipe trabalhou muito", frisou.

"Estivemos nos esforçando muito durante todo esse tempo para finalmente conseguir uma pole, parece que foi a primeira vez. E um grande, grande agradecimento ao público daqui. Temos um público incrível todo ano aqui em Budapeste."

"Eu não esperava que hoje estivéssemos lutando pela pole. Então, quando entrei na última tentativa, dei tudo de mim. 'Não sobrou nada' para mim", celebrou o piloto britânico da equipe Mercedes de F1.

Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14

Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14

Foto de: Michael Potts / Motorsport Images

Hamilton acrescentou que o último ano e meio foi "desafiador para cada pessoa da equipe" e admite que os "tempos difíceis" continuarão depois da Hungria. "Houve altos e baixos, é uma grande, grande montanha-russa", disse ele.

"Mas nenhum de nós perdeu a fé. Estamos todos unidos. Estamos nos concentrando em tentar levar o carro para a direção certa. Hoje, estávamos perdendo tempo nas curvas 4 e 11 em comparação com as outras, então apenas mandei ver. Mas tem sido difícil. E continuará sendo daqui para frente."

"Mas espero que isso mostre que estamos no caminho certo. E podemos conseguir algo se continuarmos nos esforçando", seguiu Hamilton, que também falou sobre a possibilidade de encerrar seu jejum de vitórias -- o último triunfo do piloto foi justamente na Arábia Saudita em 2021.

"Vamos estudar o máximo que pudermos. Vamos dar o nosso melhor como equipe. Vai ser difícil lutar contra esses dois caras [Verstappen e o britânico da McLaren Lando Norris, terceiro colocado no grid]."

"Lando tem feito um ótimo trabalho, tem sido ótimo ver a McLaren lutando [na frente]... e Max, ele está sempre lá em cima, sempre fazendo o que faz", completou Hamilton sobre a ex-equipe e o rival Verstappen.

Q4 AO VIVO: Tudo sobre a classificação da Fórmula 1 na Hungria!

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #239 – O que esperar de Ricciardo em retorno à F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Com a primeira pole de Hamilton após 594 dias, confira o grid de largada para o GP da Hungria
Próximo artigo F1: Norris se diz "desapontado" com pole de Hamilton na Hungria

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil