Acidente de Stroll põe Racing Point em luta contra o relógio para entregar atualizações a tempo do GP da Rússia

compartilhar
comentários
Acidente de Stroll põe Racing Point em luta contra o relógio para entregar atualizações a tempo do GP da Rússia
Por:
Co-autor: Haydn Cobb, Autosport.com Editor

Piloto canadense já tinha o novo pacote, mas precisará de novas peças após acidente; Pérez deve receber as atualizações apenas em Sochi

Lance Stroll era o único piloto da Racing Point com um pacote de atualização do RP20 no GP da Toscana de Fórmula 1, enquanto Sergio Pérez está programado para receber as novidades em Sochi. Mas a batida do canadense deixou a equipe em uma situação complicada, tendo uma corrida contra o tempo para consertar o carro de Stroll e preparar o pacote de Pérez.

As mudanças incluem sidepods reduzidos, novo assoalho, nova asa dianteira, nova cobertura para a unidade de potência e novos dutos de freio. Esse é o primeiro grande pacote de novidades da equipe desde o início da temporada, no começo da novela sobre os dutos da Mercedes.

Leia também:

Mas os planos para a atualização de Pérez tiveram um grande desvio no domingo, quando uma suspeita de furo de pneu levou a uma batida de Stroll na Arrabbiata, a curva mais rápida do circuito de Mugello.

O carro do canadense passou pela caixa de brita e bateu com força na barreira de pneus do lado esquerdo da pista. Os danos foram extensos e várias das novas peças foram destruídas pelo impacto.

Isso significa que, caso a Racing Point queria que tanto Stroll quanto Pérez tenham as atualizações em Sochi, a equipe terá que intensificar o processo de produção para resolver todos os problemas antes do envio dos carros para a Rússia.

O chefe da equipe, Otmar Szafnauer, disse à Sky Sports F1: "Temos muito trabalho pela frente para produzir partes suficientes para ambos os carros terem o pacote de atualizações na Rússia".

A habilidade de Stroll de brigar pelo título em Mugello deixou a equipe confiante que as nova peças deram o passo adiante esperado.

"É difícil saber [exatamente]", disse Szafnauer sobre a diferença nos tempos de volta. "Porém, nosso pacote tinha como objetivo reduzir a volta em dois ou três décimos, e foi exatamente essa a diferença que tivemos".

No momento, a Racing Point é a quarta no Mundial de Construtores, a 14 pontos da McLaren, em uma luta pelo título de "melhor do resto" que vem se tornando mais interessante a cada etapa.

RETA FINAL: Hamilton investigado, polêmica sobre relargada e má fase da Ferrari, com Rafael Suzuki

PODCAST: Vitória de Gasly prova que F1 é ambiente 'onde os fracos não têm vez'?

 

Todt afirma que F1 "não teria sobrevivido sem hibridização" e defende adaptação do esporte ao mundo

Artigo anterior

Todt afirma que F1 "não teria sobrevivido sem hibridização" e defende adaptação do esporte ao mundo

Próximo artigo

Análise técnica: as atualizações de Mercedes, Red Bull, McLaren e Renault apresentadas no GP da Toscana de F1

Análise técnica: as atualizações de Mercedes, Red Bull, McLaren e Renault apresentadas no GP da Toscana de F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Racing Point
Autor Jonathan Noble