Alonso sobre ida para a McLaren: "não há arrependimento"

Piloto espanhol fala sobre saída da Ferrari, Briatore e 10 anos sem um título mundial: "tive a sorte de ganhar dois e tem gente com muito talento que não teve essa chance"

Alonso sobre ida para a McLaren: "não há arrependimento"
Fernando Alonso, McLaren in parc ferme
Fernando Alonso, McLaren MP4-31
Fernando Alonso, McLaren MP4-31
Fernando Alonso, McLaren MP4-31
Fernando Alonso, McLaren MP4-31
Fernando Alonso, McLaren
Fernando Alonso, McLaren
Fernando Alonso, McLaren Honda

Fernando Alonso completa nesta sexta-feira o 20º aniversário de seu título mundial de kart. E ainda que no momento não tenha chances de lutar por vitórias na F1, o espanhol assegura que viaja a cada circuito com a sensação de que tem uma nova chance.

"Quero ganhar tudo o que quero na minha vida. Conto os dias ao próximo GP e vejo sempre como uma oportunidade", disse Alonso em entrevista ao Sky Sports.  

A partir da semana que vem, serão duas corridas consecutivas, na Hungria e Alemanha, antes das férias da F1 que vão até a última semana de agosto, quando tem o GP da Bélgica.

"Há frustrações, claro, mas estou firme para assegurar que ninguém relaxe nem fique muito em férias, pois eu não ficarei".  

Perguntado sobre a frustração de ficar 10 anos sem  ganhar o título mundial, o asturiano nega veemente.

"Tive a sorte de ganhar dois Mundiais. Há pessoas com muito talento que não puderam obter isso. Por exemplo, no desfile dos pilotos em Silverstone eu estava com Nico (Hulkenberg), que largou na primeira fila na Áustria e que ainda não conseguiu seu primeiro pódio. É um piloto super talentoso, então não posso lamentar quando não ganho".  

Sobre a 'culpa' de Briatore

Flavio Briatore, amigo e ex-chefe de Alonso na Benetton, reconheceu recentemente sentir-se culpado por haver aconselhado o espanhol a acertar com a McLaren.

"Não sei por que ele disse isso. Ele foi um dos que me convenceram a me unir a esse projeto. Espero poder dar-lhe uma alegria no ano que vem. Ele está triste pelo rendimento mostrado depois de me aconselhar a fechar o contrato (com a McLaren)".

Mesmo assim, Alonso garante que não se arrepende.

"Não há arrependimento. Quando algo se acaba, é preciso ir embora, e foi isso que senti quando deixei a Ferrari. Creio que fiz tudo o que pude e era o momento perfeito de sair pela porta da frente". 

compartilhar
comentários
Pirelli quer fazer pré-temporada de testes no Oriente Médio

Artigo anterior

Pirelli quer fazer pré-temporada de testes no Oriente Médio

Próximo artigo

Pai de Bianchi chora todos os dias e revela último contato

Pai de Bianchi chora todos os dias e revela último contato
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Equipes McLaren
Autor Redacción