ANÁLISE: É hora de Verstappen 'sair da asa' de Jos e seguir com as 'próprias pernas'?

Relação entre tricampeão mundial e o pai é um dos grandes pontos de discussão e observação no paddock

Max Verstappen, Red Bull Racing with Raymond Vermeulen, manager of Max Verstappen,  Jos Verstappen

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

A relação entre Max Verstappen e Jos Verstappen na Fórmula 1 é bastante curiosa. O vínculo paternal é um instrumento importante para ajudar o piloto a alcançar o topo, mas traz consigo tensões e obstáculos.

Leia também:

Jos Verstappen tem estado ao lado do seu filho durante toda sua carreira e é a chave por trás do sucesso de Max. Quase sempre presente. Mesmo assim, em 2024, Jos se destacou por conta de sua ausência na maior parte das corrida da temporada. E o motivo é bem óbvio. 

Sua explosão contra o chefe da Red Bull, Christian Horner, no Bahrein este ano foi incrivelmente pessoal e causou tensões que ameaçaram desestabilizar a carreira do filho. Seja qual o motivo, Verstappen (pai) ficou ofendido pelo fato de Horner ter sido inocentado pela investigação interna da equipe.

Você se lembrará dos comentários explosivos na corrida de abertura da temporada, no Bahrein, onde Jos comentou sobre a posição de Horner na Red Bull e disse: "Isso não pode continuar desse jeito. A situação não é boa para o time e está separando as pessoas." 

Ele continuou explicando que isso poderia forçar a saída do seu filho como consequência. Ao colocar Christian na sua mira, Jos atraiu Max para seu próprio conflito. O resultado depois da 'explosão', foi que Verstappen ficou no rastro de destruição, o que poderia ter sido potencialmente prejudicial para sua carreira. 

Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing with Jos Verstappen

Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing with Jos Verstappen

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

O tricampeão mundial encarou uma 'sabatina' indesejável a respeito do seu futuro, com ênfase em quem ele apoiava: se era Horner ou se ele estava do lado do pai. Nisso, ele não titubeou. No GP de Miami, Max disse que não via um momento em que ele corria sem ter seu pai e seu agente, Raymond Vermeulen ao seu lado. 

"Nós somos uma equipe", Verstappen disse naquela época. "Sou eu, meu pai e Raymond juntos e será sempre assim". Só que não foi o caso nesta temporada. Tirando Bharein e Mônaco, onde a presença de Jos Verstappen foi devidamente notada, ele não esteve em nenhuma outra corrida. 

Sim, Vermeulen esteve presente, o que faz todo sentido uma vez que ele é o agente de Verstappen e toma conta das suas obrigações contratuais e comerciais durante um fim de semana de GP. Mas há uma sensação que sem os laços paternos, o tricampeão teve uma maior liberdade e consequentemente restaurou seu relacionamento com a equipe e está mais relaxado. 

É claro, ganhar ajuda, mas mesmo quando ele não venceu em Miami, ele estava com bom humor e fez piadas durante a coletiva de imprensa depois da corrida.

Max Verstappen, Red Bull Racing, 2nd position, Lando Norris, McLaren F1 Team, 1st position, in the Press Conference

Max Verstappen, Red Bull Racing, 2nd position, Lando Norris, McLaren F1 Team, 1st position, in the Press Conference

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

É esperado que Jos retorne para o lado do filho a medida que o calendário da F1 se encaminha para a 'perna' europeia a partir do GP da Espanha. Mas agora há um sentimento de que seria melhor para o tricampeão seguir sozinho. 

Cortar os laços paternais é difícil. Assim como Max, Carlos Sainz e Keving Magnussen também têm pais que são pilotos, mas eles conseguiram um grau maior de separação dos pais. Isso deu a eles uma maior liberdade para construir suas próprias carreiras na F1 sem qualquer interferência externa.

Talvez o melhor exemplo de um piloto que ainda esteja na ativa seja o de Lewis Hamilton, que já falou sobre a relação que mantinha com o pai, que também era o seu agente nos anos iniciais de sua carreira. Antony Hamilton teve um papel muito vívido na supervisão da carreira do filho, mas isso inevitavelmente levou a um colapso na relação dos dois. 

Falando sobre o assunto em 2023, Hamilton disso: "Você só quer tentar viver uma vida normal, mas nada é normal para nós nessa altura. O se passou comigo e com meu pai... Nós estávamos querendo arrancar a cabeça um do outro num determinado momento."

Anthony and Lewis Hamilton

Anthony and Lewis Hamilton

Photo by: JEP

"Era como: 'Eu realmente só quero que você seja meu pai, vamos nos divertir, vamos rir'. Nós não tínhamos isso há muito tempo. Então, eu decidi colocar um fim nas coisas com meu pai e eu pensei 'Vou começar a tomar as decisões por mim mesmo e os erros que eu preciso cometer."

A separação pública de Hamilton e seu pai deixou as coisas piores ainda, mas desde então eles têm trabalho duro para reconstruir a relação. No entanto, ao fazer isso, Hamilton conseguiu ser dono das próprias decisões e foi, sem dúvidas, algo extremamente positivo. 

Embora ver um piloto com seu pai no paddock não seja algo incomum, essas relações não apresentam a mesma intensidade existente entre os Verstappens, especialmente tendo em conta que ele já somou um total de 194 partidas desde a sua estreia em 2015 e, consequentemente, não precisa exatamente das garantias de um novato.

Agora, aos 26 anos, Verstappen está maduro e já conquistou três campeonatos mundiais e, com certeza, tem experiência o suficiente para se manter por conta própria. No entanto, vendo os comentários feitos por ele no início do ano, não parece que isso irá mudar tão cedo. Seria uma perspectiva fascinante se o campeão mundial finalmente seguir com as próprias pernas. 

VILLENEUVE tem RAZÃO sobre RICCIARDO? Ou "BATEU A CABEÇA", como diz Daniel? NARRADOR provoca piloto!

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Ouça o Pódio Cast #14, com as histórias de Alex Barros na MotoGP

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Leclerc vê "super oportunidade" para Ferrari com chegada de Hamilton
Próximo artigo GP da Espanha de F1: Horários e como assistir à etapa de Barcelona, com F2, F3 e F1 Academy

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil