Após estouro, Hamilton alimenta conspiração e exige resposta

Piloto britânico perde vitória na Malásia a 16 voltas do fim com problema em sua unidade da Mercedes

Após estouro, Hamilton alimenta conspiração e exige resposta
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 retired from the race with a blown engine
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid retired from the race with a blown engine
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid retired from the race with a blown engine
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid retired from the race with a blown engine
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid retired from the race with a blown engine
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid retired from the race with a blown engine
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid retired from the race with a blown engine
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid retired from the race with a blown engine
Carregar reprodutor de áudio

O cenário parecia preparado para que Lewis Hamilton saísse da Malásia neste domingo com 25 pontos e uma vitória importante em sua luta pelo título de 2016. No entanto, de maneira incrível, seu motor estourou com menos de 16 voltas para o final da prova.

Bravo com o ocorrido, Hamilton, que seria líder do mundial por cinco pontos de vencesse, culpou o time pelo abandono e alimentou teoria conspiratórias de que, após numerosos problemas de motor neste ano, alguém esteja o sabotando.

"Minhas perguntas são para a Mercedes. Perdemos muitos motores," Hamilton disse à BBC após a corrida.

"Há oito pilotos (com motores Mercedes) e os meus motores são os únicos que falham. Alguém tem que me dar respostas, isso não é aceitável. Algo ou alguém não quer que eu ganhe este ano."

"Este é um motor novo, eu fiz uma corrida com ele. Fui terceiro, classifiquei... é um motor novo dos três que eu tinha. É apenas estranho. Temos uns 43 motores da Mercedes e só o meu estourou."

Hamilton não ganha uma corrida desde o GP da Alemanha, onde liderava o campeonato por 19 pontos. Agora o piloto está 23 pontos atrás de Rosberg.

O campeão mundial insistiu que ainda acredita que o título é possível, mas admitiu que os problemas que teve neste ano estão criando dúvidas a ele.

"É o que é. Vamos seguir em frente e tentar pilotar como fizemos neste fim de semana", disse ele.

"Agora nem sei mais se o meu carro vai conseguir. Estas próximas cinco corridas, nós sabemos que podemos ganhar. Mas quem sabe o que os próximos motores que eu tenho vão fazer. Então vou só me concentrar e tentar melhorar.”

"Não há realmente muito a fazer. Eu só tenho que seguir em frente. Os mecânicos fizeram um trabalho fantástico neste fim de semana, e nós fizemos tudo o que podíamos. Eu fiz tudo que podia.”

"Eu simplesmente não posso acreditar que há oito carros da Mercedes e apenas os meus motores são os que têm problemas. Algo não está bom, mas não há nada que eu possa fazer sobre isso. Algo simplesmente não está certo."

Lowe: Nenhuma falha é prevista

Na sequência dos comentários de Hamilton, o diretor-técnico da Mercedes, Paddy Lowe, negou qualquer sugestão de que a falha do motor foi “planejada".

"É difícil... este pode ser um esporte muito duro", disse Lowe à Sky Sports. "Mas nenhuma falha é planejada. Trabalhamos muito duro para aumentar a confiabilidade, e temos ano a ano tido sucesso.”

"Mas, por algum motivo, alheio a qualquer intenção ou o desempenho individual, uma série de coisas deram errado no carro de Lewis neste ano. Temos oito motores Mercedes nesta temporada, e por algum motivo não há um padrão.”

compartilhar
comentários
Rosberg: “achei que tudo tinha terminado na curva 1”
Artigo anterior

Rosberg: “achei que tudo tinha terminado na curva 1”

Próximo artigo

Rosberg vê Hamilton quebrar e foge no campeonato; confira

Rosberg vê Hamilton quebrar e foge no campeonato; confira