Bottas explica "vá se f***" pelo rádio: direcionado a quem me disse para "desistir"

compartilhar
comentários
Bottas explica "vá se f***" pelo rádio: direcionado a quem me disse para "desistir"
Por:

Finlandês extravasou indignação com pessoas que lhe disseram para "nem se dar ao trabalho" de lutar contra Lewis Hamilton

Logo após cruzar a linha de chegada em primeiro no GP da Rússia de Fórmula 1, Valtteri Bottas usou o rádio para mandar a seguinte mensagem: "A quem possa interessar, vá se f****". De acordo com o finlandês, a frase foi uma resposta às pessoas que disseram a ele para "desistir".

Neste domingo, Bottas repetiu a mensagem que mandou pelo rádio após vencer o GP da Austrália de 2019. Desta vez, ele começou com: "um bom momento para agradecer aos meus críticos".

Leia também:

Quando solicitado a explicar suas palavras na coletiva de imprensa pós-corrida e a explicar se as críticas de seus resultados neste ano contra o companheiro de equipe, Lewis Hamilton, estavam afetando seu emocional, Bottas disse: "Não, não estão".

"Mas, honestamente, eu simplesmente não entendo as pessoas que têm a necessidade de criticar as pessoas. Tem pessoas que me dizem que eu nem deveria 'me dar o trabalho' e que deveria 'desistir', mas nunca farei isso".

"Então, eu só queria enviar novamente meus melhores votos a essas pessoas", explicou o finlandês. “Mas o principal é que estou confiante a cada fim de semana de corrida e acredito que posso vencer e é assim que sempre serei. Você tem que ter essa mentalidade".

“E estou feliz, mesmo que ontem tenha sido difícil, não desisti, olhei para os aspectos positivos e sabia que teria oportunidades. E as coisas deram certo hoje".

"Então, espero poder encorajar as pessoas a não desistirem, porque esse é o maior erro que você pode cometer na sua vida".

O finlandês disse que sua vitória, que reduziu a vantagem de Hamilton de 55 para 44 pontos na tabela do campeonato, foi um "bom impulso de confiança e bom impulso para as próximas corridas".

"Minha última vitória foi há um tempo, mas estive perto muitas vezes", explicou ele, que não vencia desde o GP da Áustria, na abertura do campeonato. "Sinto que o meu ritmo de corrida, especialmente nesta temporada, tem sido um pouco melhor do que em qualquer temporada anterior".

"Eu não posso dizer que tem sido frustrante, mas tem sido um pouco irritante que tenha estado tão perto. Mas as coisas definitivamente aconteceram do meu jeito hoje".

“Como tenho dito, as coisas não podem ir contra você para sempre. Então, definitivamente muito satisfatório hoje. Sinto que foi uma vitória merecida. Obviamente também me considero sortudo com a punição de Lewis. Mas fora isso, foi uma corrida forte", finalizou.

PÓDIO: Hamilton é punido e Bottas vence na Rússia, com Verstappen em segundo

PODCAST: Qual é o limite de Max Verstappen na Red Bull?

 

TABELA F1: Bottas reduz vantagem mas Hamilton segue líder após GP da Rússia; briga pelo quarto lugar esquenta

Artigo anterior

TABELA F1: Bottas reduz vantagem mas Hamilton segue líder após GP da Rússia; briga pelo quarto lugar esquenta

Próximo artigo

Barrichello celebra Raikkonen por igualar recorde de largadas na F1: "Bem vindo aos 322!"

Barrichello celebra Raikkonen por igualar recorde de largadas na F1: "Bem vindo aos 322!"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Rússia
Pilotos Valtteri Bottas
Autor Alex Kalinauckas