Cobertura deve provocar revisão no design dos carros da F1

A F1 deve enfrentar grandes mudanças com o advento da cobertura do cockpit, mas como fazê-los parecer tão legal quanto uma Lotus de 1972?

Cobertura deve provocar revisão no design dos carros da F1
Ferrari Design Formula 1 Conceito, http://f1concept.ferrari.com/
Ferrari Design Formula 1 Conceito, http://f1concept.ferrari.com/
McLaren MP4-X Concept
McLaren MP4-X Concept
McLaren MP4-X Concept
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 with the aeroscreen in the pits
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 with the aeroscreen
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 with the aeroscreen
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 with the aeroscreen
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 with the aeroscreen
The media crowd around Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 with the aeroscreen
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 with the aeroscreen
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 with the aeroscreen
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 with the aeroscreen
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 climbs the aeroscreen
Carregar reprodutor de áudio

Dizem que a beleza está nos olhos de quem vê. E quando há milhões de olhos nos carros da F1, milhões de pessoas estão contemplando essas máquinas. Assim, quando algo tão sísmico, como a adição da proteção dos cockpits, como Aeroscreen da Red Bull é cogitado, muitas opiniões aparecem.

Então aqui está a minha...

Carros da F1 são monopostos abertos desde o primeiro dia de sua existência. No entanto, você pode argumentar que em meados dos anos 1950, a Mercedes W196 "Tipo Monza" provou que seja possível reverter esta tendência.

Os tempos mudam, assim como as necessidades, mas você deve reconhecer também que esta é uma das grandes.

Ela vai ofender a sensibilidade das pessoas. Estou certo de que mais pessoas estarão irritadas do que satisfeitas. Uma pequena parte provavelmente vai jurar que nunca mais vai assistir a uma corrida (bem, até a próxima). Mas se salva uma vida, vale a pena. E eu gosto dos astros da F1 vivos.

O meu verdadeiro problema com coberturas dos carros da F1 é esta: vai ficar bonito. E ainda vai dar para ver os capacetes dos pilotos claramente.

Cockpits podem ser legais

Hoje, Jenson Button disse que prefere o visual de um carro de F1 com cobertura, se baseando na experiência dos powerboats, competição que que via quando criança. Algo como ficção científica.

Mas eu coloco meus olhos através de Daniel Ricciardo Red Bull na pista de Sochi nesta manhã. Em vez de uma aparência coesa fluir - como a da Lotus de 1972, que tinha um grande cockpit e envolvente , vi superfícies que tinham sido limitadas pelas regras da F1, com uma frente que mais parecia que foi projetada por pelo menos três pessoas diferentes que não conversaram entre si.

E quando você considera os milhões de dólares que são gastos para cima e para baixo a cada ano, que resultou nestes carros parecendo tão irregulares, você tem que questionar o sentido de tudo isso.

Tempo de transformar o conceito em realidade

Outro pensamento vindo do meu passado: quando eu era criança, estava realmente irritado que eu veria esses gloriosos carros-conceito em feiras de automóveis, mas os carros de produção que saiam das fábricas ainda eram quadrados e feios.

Por que eles não os deixam apenas legais?

São como que esses carros-conceitos que vimos recentemente da Red Bull, Ferrari e McLaren sobre a sua visão para o futuro da F1. Traga isso já!

Você não iria construir um supercarro feio, então por que devemos aceitar menos da F1? Especialmente com a oportunidade das novas regras para 2017.

Vou recordar uma conversa que tive com Peter Stevens, o criador icônico da McLaren, que qualificou os atuais bicos a F1 como "abominações visuais", quando estrearam em 2014.

Ele sugeriu que profissionais que trabalham com aerodinâmica tinham esquecido (ou talvez nunca foi ensinado a eles) a arte de fazer alguma coisa bonita e que "há sempre a oportunidade de apresentar uma solução de design boa em vez de uma horrível".

Concordo com isso 100%. Quem neste momento está trabalhando nisso agora?

compartilhar
comentários
Análise técnica: mudanças na asa dianteira da Mercedes
Artigo anterior

Análise técnica: mudanças na asa dianteira da Mercedes

Próximo artigo

Em duelo da Mercedes, Hamilton leva a melhor no TL3

Em duelo da Mercedes, Hamilton leva a melhor no TL3
Carregar comentários