Reações
Fórmula 1 GP de Singapura

“Decepcionado”, Verstappen admite que não tem ritmo para atacar rivais

Piloto da Red Bull, que chegou a liderar um dos treinos livres da sexta-feira, disse que não sabe ao certo o que provocou queda de rendimento em Singapura

Max Verstappen, Red Bull Racing RB15

Max Verstappen e Red Bull chegaram a Singapura como um dos favoritos, pelo menos na teoria, devido às características do circuito. Mas a sessão de classificação desencorajou suas pretensões para domingo, após o desempenho surpreendente da Ferrari.

O piloto holandês não conseguiu ultrapassar o quarto lugar, batendo apenas Valtteri Bottas, depois de ficar a 0s596 de Charles Leclerc, o pole.

Leia também:

"É difícil avaliar essa classificação", disse Verstappen. "Faltou ritmo e não fiquei surpreso com o andamento do Q3, não podíamos esperar mais. O carro parecia correto, mas não tinha aderência e não podia estar mais forte", reconheceu.

"É claro que estou decepcionado com o resultado, por enquanto não sei direito o que aconteceu. Ontem foi bom, mas não foi incrível. Em algumas curvas estava faltando alguma coisa e não podíamos explicar o porquê. Na verdade, hoje não conseguimos melhorar o que queríamos, em comparação com a Mercedes e a Ferrari. O equilíbrio está OK, mas não temos aderência suficiente em algumas curvas."

Verstappen acredita que sua liderança no primeiro treino livre e seu segundo lugar no TL2 foram condicionados pelas cartas mantidas na manga por seus rivais diretos na sexta-feira.

"Na sexta-feira, as pessoas sempre tentam coisas diferentes e a situação pode mudar muito de um dia para o outro. Fiquei surpreso com o fato de que em Monza éramos competitivos, quando geralmente não éramos, algo que aconteceu de outra maneira aqui em Singapura. Hoje, ainda não nos acertamos e precisamos entender o porquê", afirmou.

Quando o Motorsport.com perguntou sobre a estratégia para a corrida, o holandês disse: "Não sei, para ser honesto. Começar em quarto lugar não é muito promissor para tentar vencer a corrida. Mas vamos ver o que acontece no domingo.”

“Embora agora não esteja vendo muitas opções, acho que dependemos mais do que acontece à nossa frente. Acho que não temos ritmo para atacar."

Colaborou Adam Cooper 

Confira como ficou o grid de largada para o GP de Singapura de F1

1 - Charles Leclerc: 1'36.217
2 - Lewis Hamilton: 1'36.408
3 - Sebastian Vettel: 1'36.437
4 - Max Verstappen: 1'36.813
5 - Valtteri Bottas: 1'37.146
6 - Alex Albon: 1'37.411
7 - Carlos Sainz Jr.:1'37.818
8 - Nico Hulkenberg: 1'38.264
9 - Lando Norris: 1'38.329
10 - Antonio Giovinazzi: 1'38.697
11 - Pierre Gasly: 1'38.699
12 - Kimi Raikkonen: 1'38.858
13 - Kevin Magnussen: 1'39.650
14 - Daniil Kvyat: 1'39.957
15 - Sergio Perez: 1'38.620 (punido em 5 lugares no grid por troca de câmbio)
16 - Lance Stroll: 1'39.979
17 - Romain Grosjean: 1'40.277
18 - George Russell: 1'40.867
19 - Robert Kubica: 1'41.186
20 - Daniel Ricciardo: desclassificado do quali
20

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Ricciardo pode ter que largar GP de Singapura em último; entenda
Próximo artigo Saiba como foi o GP de Singapura de Fórmula 1

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil