Últimas notícias

Equipes não poderão mais esconder carros nos testes de pré-temporada

Novas regras também valem para eventos promocionais e apresentações

McLaren garage screens

As equipes de Fórmula 1 não poderão mais esconder seus carros dos fãs e equipes rivais durante os testes de inverno, após uma mudança nas regras, estabelecida pela FIA.

Leia também:

Anteriormente, não havia restrições em testes, embora os regulamentos da F1 já obrigassem as equipes a manter os carros em exibição nos finais de semana de GP.

Isso significa que as equipes, ansiosas por manterem seus desenvolvimentos tecnológicos em segredo dos rivais, tentavam esconder as novidades ou as mantinham completamente escondidas atrás de cortinas durante a pré-temporada.

Mas em uma reunião do Conselho Mundial de Automobilismo da FIA, foi acordado que seria introduzida uma mudança nas regras, impedindo as equipes de esconder seus carros.

Uma declaração do órgão disse que a FIA havia aprovado: "Uma redação para impedir que as equipes cubram seus carros durante os testes de inverno, a fim de tornar esses eventos mais atraentes para a mídia e para os fãs".

Outras mudanças foram aprovadas pela FIA, incluindo regras relativas à amostragem e teste de combustível em eventos, para garantir que cumpram as normas de referência.

A FIA também confirmou a nomeação de três fornecedores padrão a partir de 2021. A BBS fornecerá os aros das rodas, a Magneti Marelli fornecerá bombas de injeção de combustível e a Bosch fornecerá a bomba e a tubulação de alta pressão.

Equipes podiam esconder os carros até mesmo após quebras e acidentes.

Equipes podiam esconder os carros até mesmo após quebras e acidentes.

Photo by: Zak Mauger / Motorsport Images

As novas regras significam que as mesmas restrições que as equipes têm nos eventos da F1 estarão em vigor durante os testes e apresentações.

As regras estipulam que: “Nenhuma tela, cobertura ou outra obstrução que oculte qualquer parte do carro será permitida a qualquer momento no paddock, garagens, pit lane ou grid, a menos que fique claro que essas coberturas são necessárias exclusivamente por razões mecânicas. ”

Também existem proibições específicas sobre:

* Motor, capas na caixa de câmbio ou no radiador enquanto os motores estão sendo trocados ou movimentados pela garagem;

* Capas sobre as asas sobressalentes quando elas estão em um suporte no pit lane ou quando não estão sendo usadas;

* Peças como (mas não se limitando a) assoalhos sobressalentes, plataformas de combustível ou carrinhos de ferramentas não podem ser usadas como obstrução.

Algumas coberturas são permitidas, incluindo bandejas de ferramentas transparentes, tampas nas asas traseiras para proteger os mecânicos do carro, coberturas de pneus quando chove.

Quer ver Fórmula 2, Fórmula 3, Indy e Superbike de graça? Inscreva-se no DAZN e tenha acesso grátis por 30 dias a uma série de eventos esportivos. Cadastre-se agora clicando aqui.

Sai 2019, chega 2020

Na próxima temporada, os regulamentos técnicos serão os mesmos deste ano, o que significa que pela primeira vez em anos, as equipes trabalharão exclusivamente para aprimorar os carros, sem necessidade de se adequarem à novas restrições e características. Por isso, espera-se que o panorama do campeonato seja mais equilibrado do que o de 2019. Confira o raio-x da temporada preparada pelo Motorsport.com:

1º Lewis Hamilton: 413 pontos, 11 vitórias, 17 pódios, 5 poles, 6 voltas mais rápidas e 511 voltas lideradas
2º Valtteri Bottas: 326 pontos, 4 vitórias, 15 pódios, 5 poles, 3 voltas mais rápidas e 185 voltas lideradas
3º Max Verstappen, 278 pontos, 3 vitórias, 9 pódios, 2 poles, 3 voltas mais rápidas e 156 voltas lideradas
4º Charles Leclerc: 264 pontos, 2 vitórias, 10 pódios, 7 poles, 4 voltas mais rápidas e 246 voltas lideradas
5º Sebastian Vettel: 240 pontos, 1 vitória, 9 pódios, 2 poles, 2 voltas mais rápidas e 160 voltas lideradas
6º Carlos Sainz Jr: 96 pontos, 1 pódio (3º no Brasil)
7º Pierre Gasly: 95 pontos, 1 pódio (2º no Brasil) e 2 voltas mais rápidas
8º Alex Albon: 92 pontos, 4º lugar (Japão)
9º Daniel Ricciardo: 54 pontos, 4º lugar (Itália)
10º Sergio Perez: 52 pontos, 6º lugar (Azerbaijão e Bélgica)
11º Lando Norris: 49 pontos, 6º lugar (Bahrein e Áustria)
12º Kimi Raikkonen: 43 pontos, 4º lugar (Brasil)
13º Daniil Kvyat: 37 pontos, 1 pódio (3º na Alemanha)
14º Nico Hulkenberg: 37 pontos, 5º lugar (Itália)
15º Lance Stroll: 21 pontos, 4º lugar (Alemanha)
16º Kevin Magnussen: 20 pontos, 6º lugar (Austrália) e 1 volta mais rápida em Singapura
17º Antonio Giovinazzi: 14 pontos, 5º lugar (Brasil) e 4 voltas lideradas (Singapura)
18º Romain Grosjean: 8 pontos, 7º lugar (Alemanha)
19º Robert Kubica: 1 ponto, 10º lugar (Alemanha)
20º George Russell: 0 ponto, mas superou o companheiro em todas as classificações
20

2020 em foco:

Com o fim da temporada da Fórmula 1, fizemos um balanço do ano que está se encerrando e traçamos um panorama sobre o que está por vir em 2020. Confira esse e outros assuntos no episódio dessa semana do podcast do Motorsport.com:

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Siga o Motorsport.com Brasil no Twitter, Facebook, Instagram e Youtube.

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Hamilton iguala mais um recorde de Senna na Fórmula 1; entenda
Próximo artigo Bandeira quadriculada 'real' voltará a encerrar corridas na F1

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil