Fórmula 1
06 mai
Próximo evento em
58 dias
20 mai
Próximo evento em
72 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
86 dias
10 jun
Próximo evento em
93 dias
24 jun
Próximo evento em
107 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
114 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
128 dias
29 jul
Próximo evento em
142 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
170 dias
02 set
Próximo evento em
177 dias
09 set
Próximo evento em
184 dias
23 set
Próximo evento em
198 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
205 dias
07 out
Próximo evento em
212 dias
21 out
Próximo evento em
226 dias
28 out
Próximo evento em
233 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
269 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
278 dias

Ex-mecânico de Sainz, Steiner elogia bicampeão de rali

Gunther Steiner, chefe de equipe da Haas F1, reconhece influência positiva que teve em sua carreira profissional tendo trabalhado com o bicampeão mundial de rali

compartilhar
comentários
Ex-mecânico de Sainz, Steiner elogia bicampeão de rali

Gunther Steiner e Carlos Sainz são velhos conhecidos. Ambos estiveram juntos no mundial de rali quando o espanhol dirigiu para a Lancia em 1993, quando ficou apenas em 8º com um carro já ultrapassado pelos novos modelos. Mais tarde, na M-Sport – de 2000 a 2001 – Sainz voltou a trabalhar com o italiano quando esteve no comando de um Ford Focus RS WRC, antes de Steiner ir para a Fórmula 1 com a Jaguar.

Desde então, como reconhecido por Steiner – agora líder da equipe Haas F1 Team – eles têm mantido um bom relacionamento, e o líder despejou elogios ao espanhol duas vezes vencedor do Dakar e duas vezes campeão do mundo em uma entrevista à revista F1 Racing do grupo Motorsport Network.

"Quando Carlos Sainz esteve na Repsol Lancia, eu era um dos seus mecânicos. Então, mais tarde, eu fui diretor da M-Sport, quando ele dirigia para Ford. Eu tenho uma relação muito boa com Carlos. Ele é um ser humano muito especial. Em um ano, passei quase 200 dias com ele", lembra Steiner.

"Ele é exigente, mas tinha um grande respeito por ele porque ele é um trabalhador duro. Eu aprendi muito com ele em termos de ser um profissional, trabalhar duro e se concentrar nas coisas certas. Eu nunca vi nenhum piloto tão consciente na minha vida. Se você deseja obter alguma coisa, ele entende. O cara é incrível e implacável, foi muito importante para minha carreira aprender com ele."

Sainz enfrentará a partir de 7 de janeiro o seu 12º Dakar, onde defenderá a coroa com Lucas Cruz a bordo do Buggy MINI X-Raid, depois de passar pela Peugeot.

Toro Rosso gasta mais de 2 milhões de euros por acidentes em 2018

Artigo anterior

Toro Rosso gasta mais de 2 milhões de euros por acidentes em 2018

Próximo artigo

Burti: Arrivabene não é “eficaz” como Todt para ajudar Vettel

Burti: Arrivabene não é “eficaz” como Todt para ajudar Vettel
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Dakar , Fórmula 1
Pilotos Carlos Sainz
Equipes Haas F1 Team
Autor Sergio Lillo