Fórmula 1
07 ago
Corrida em
03 Horas
:
42 Minutos
:
39 Segundos
04 set
Próximo evento em
25 dias
R
GP da Toscana
11 set
Próximo evento em
32 dias
R
GP de Singapura
17 set
Canceled
R
GP da Rússia
25 set
Próximo evento em
46 dias
R
GP do Japão
08 out
Canceled
R
GP dos Estados Unidos
23 out
Canceled
R
GP do México
30 out
Canceled
R
GP do Brasil
13 nov
Canceled
R
GP de Abu Dhabi
27 nov
Próximo evento em
109 dias

F1: Pérez abre segunda semana na Áustria na frente no TL1 do GP da Estíria

compartilhar
comentários
F1: Pérez abre segunda semana na Áustria na frente no TL1 do GP da Estíria
Por:
, Repórter
10 de jul de 2020 10:29

Treino livre 1 abriu os trabalhos de pista do GP da Estíria, segunda prova no Red Bull Ring

Nesta sexta-feira, a Fórmula 1 abriu novamente os trabalhos de pista no Red Bull Ring, mas agora para o GP da Estíria, segunda etapa da temporada 2020. Nesta manhã, foi realizado o primeiro de dois treinos livres com 90 minutos de duração cada. A sessão acabou com a Racing Point de Sergio Pérez na frente, seguido de Max Verstappen e Valtteri Bottas.

Uma das grandes preocupações de parte das equipes e da própria F1 neste final de semana é que os resultados do GP da Estíria sejam simplesmente os mesmos do GP da Áustria. Vale lembrar que a F1 chegou a propor às equipes testar um novo formato neste final de semana, trocando o treino classificatório por uma corrida classificatória. Mas a proposta, que precisava de apoio unânime para ser aprovada, caiu por terra após a Mercedes se colocar contra.

Leia também:

As condições climáticas colocaram um peso ainda maior nos treinos desta sexta. A previsão é de chuvas fortes no sábado, o que pode afetar a realização do treino classificatório. A F1 considera a possibilidade de jogar a classificação para o domingo pela manhã, mas as equipes já foram avisadas que os resultados do Treino Livre 2 podem determinar o grid de largada para o GP.

As equipes chegam para este segundo final de semana no Red Bull Ring com objetivos muito diferentes: a Mercedes pretende manter seu domínio visto na semana passada, mas com Hamilton tendo que evitar mais problemas para seu lado. O hexacampeão levou quatro pontos de penalização na Superlicença só na semana passada e agora está a cinco de uma suspensão.

A Red Bull, que chegou a mostrar um bom rendimento correndo em casa, vem para tentar recuperar o prejuízo causado pelo abandono de Verstappen e os problemas de Albon após o toque com Hamilton. Segundo Helmut Marko, em entrevista durante o TL1, a fonte dos problemas de seus pilotos foram as passagens agressivas pelos kerbs da pista, que afetaram a parte de baixo do carro.

Diferente da semana passada, metade do grid já estava alinhado na saída do pit lane quando começou a contagem regressiva.

A Red Bull foi para a pista pela primeira vez com Verstappen, que precisa recuperar o terreno perdido após o abandono no GP da Áustria. O holandês deu as primeiras voltas com grades acopladas ao carro para testar a aerodinâmica. A Alfa Romeo também usou o início do treino para essa finalidade.

Falando em Alfa Romeo, o grid do primeiro treino livre do final de semana contou com duas novidades. Robert Kubica teve sua primeira chance de andar com o carro da equipe em um TL. Já em sua ex-equipe, a Williams, George Russell cedeu sua vaga para o piloto reserva Jack Aitken, que atualmente corre na Fórmula 2.

Após uma primeira rodada de voltas de instalação, todos os pilotos voltaram aos boxes. Passaram-se mais de 10 minutos até que algum piloto completasse uma volta rápida. Albon e Sainz abriram os trabalhos, com o britânico garantindo a ponta, com uma volta em 01min06s344. O espanhol ficou pouco mais de um décimo atrás.

Com 20 minutos de treino, os pilotos receberam a companhia de Norris, Leclerc, Bottas e Ocon, mas ninguém superou os tempos de Albon e Sainz.

Em sua primeira saída, Romain Grosjean deu uma leve escapada com sua Haas na saída da Curva 1 que, na semana passada, causou diversos problemas aos pilotos, com rodadas e até batidas. Poucos minutos depois, Sebastian Vettel teve seu primeiro problema do final de semana, com uma travada forte nas rodas e uma escapada na Curva 3, principal ponto de ultrapassagem da pista.

A Ferrari está apostando em uma performance melhor neste final de semana. Após o fiasco do GP da Áustria, a equipe optou por adiantar parte das atualizações previstas para o GP da Hungria, trazendo para a segunda prova no Red Bull Ring. Entre as novidades, uma nova asa dianteira e mudanças no assoalho.

Mas Vettel chega ao GP com ainda mais pressão em suas costas, apesar do tetracampeão afirmar que está tranquilo. O anúncio da volta de Fernando Alonso à Renault no próximo ano diminui ainda mais as chances do piloto alemão seguir na categoria no próximo ano em uma equipe competitiva. Com a Mercedes basicamente fora de cogitação, restam para ele como opções possíveis a Red Bull e a Racing Point, que vai passar a se chamar Aston Martin.

Próximo de 30 minutos de treino, Max Verstappen assumiu a ponta, com 01min06s087, fazendo uma dobradinha temporária da Red Bull, seguida da dupla da McLaren e Leclerc. Na marca de um terço da sessão, Raikkonen e Magnussen eram os únicos sem tempo marcado.

A bandeira amarela foi acionada com 28 minutos de treino por causa da Williams de Nicholas Latifi. Segundo o canadense, ele perdeu a potência do motor. Vale lembrar que o carro de Russell, guiado por Aitken nesta sessão, está com motor novo neste final de semana após o britânico sofrer um problema similar durante o GP no domingo. A bandeira amarela virou um safety car virtual, e, na sequência, uma bandeira vermelha, interrompendo a sessão e levando todo o grid de volta aos boxes.

 

Pouco antes do acionamento do safety car, Verstappen conseguiu melhorar sua volta mais rápida, sendo o primeiro a andar na casa de 01min05 no final de semana, com 01min05s867. 

No momento da interrupção do treino, o Top 10 era formado por: Verstappen, Albon, Sainz, Norris, Leclerc, Bottas, Ocon, Pérez, Hamilton e Gasly. A dupla da Red Bull e Gasly haviam feito suas voltas com compostos médios e Norris era o único com pneus macios. O resto do Top 10 fez sua volta rápida com os compostos duros.

A sessão ficou interrompida por cerca de cinco minutos, com a pista sendo liberada com 56 minutos restantes no cronômetro. Alguns carros já estavam na saída esperando o sinal verde para voltar a correr. E, de cara, Verstappen reduziu um pouco mais seu tempo, com 01min05s856.

O primeiro a quebrar a dobradinha da Red Bull foi Sergio Pérez com sua Racing Point, fazendo um tempo de 01min06s188, ficando ainda a mais de três décimos de Verstappen.

Na metade da sessão, Magnussen era o único piloto sem tempo no dia. A transmissão mostrou que os mecânicos da Haas mexiam no carro do dinamarquês para tentar deixar tudo pronto para o piloto conseguir andar. Nesse momento, Verstappen seguia na liderança do TL1, com 01min05s760. Mas próximo dele agora estava Charles Leclerc, com 01min05s838. Dos 19 pilotos com voltas, 11 estavam a menos de um segundo do tempo do holandês.

A Mercedes começou a mostrar serviço com 35 minutos faltando no cronômetro. Primeiro, Bottas assumiu a liderança com 01min05s381. Mas a ponta do finlandês durou poucos segundos, com Hamilton abaixando o tempo para 01min05s208. Enquanto o primeiro estava com pneus macios, o britânico fez sua volta com composto médio. Neste momento, o tempo do hexacampeão era 0s552 melhor que o de Verstappen.

A Racing Point de Lance Stroll chegou a assumir o segundo lugar, com um tempo incrível de 01min05s211, apenas três milésimos mais alto que o de Hamilton, mas a volta do canadense foi deletada por exceder os limites de pista na Curva 10, a última da pista.

Enquanto Hamilton conseguiu baixar para 01min05s120 na volta seguinte, Pérez veio com a Racing Point de pneus macios para assumir a ponta, com 01min04s867, sendo o primeiro a fazer um tempo abaixo de 01min05.

A F1 apresentou ainda mais uma novidade na transmissão do primeiro treino livre: um novo gráfico com a transcrição dos rádios dos pilotos.

 

Com 20 minutos para o fim, Pérez continuava na frente, com Verstappen, Bottas, Hamilton e Stroll fechando o Top 3. Entre as Ferraris, Vettel era o melhor posicionado, em 9º, mas a 0s903 da volta do mexicano. Leclerc era apenas o 12º e o último dos que estavam a menos de um segundo da volta mais rápida.

A Ferrari desistiu do treino livre antes mesmo do final. Com 15 minutos no relógio, Vettel e Leclerc já estavam recolhidos. O monegasco chegou a sair novamente, mas fez apenas uma volta de instalação e voltou aos boxes. Uma luz de alerta para a equipe italiana.

Com pouco menos de três minutos para o fim, Kvyat rodou na Curva 3, acionando uma bandeira amarela temporária.

Nos minutos finais, nenhum piloto conseguiu melhorar seu tempo e Pérez terminou o primeiro treino livre para o GP da Estíria na frente com seu tempo de 01min04s867. Esse tempo ainda foi mais alto que a volta que garantiu a Hamilton a ponta no TL1 do GP da Áustria, 01min04s816. Verstappen, Bottas, Hamilton e Stroll completaram o Top 5.

Cla Piloto Equipe Voltas Tempo Dif
1 Mexico Sergio Perez Racing Point 32 1'04.867  
2 Netherlands Max Verstappen Red Bull 31 1'04.963 0.096
3 Finland Valtteri Bottas Mercedes 31 1'05.089 0.222
4 United Kingdom Lewis Hamilton Mercedes 29 1'05.120 0.253
5 Canada Lance Stroll Racing Point 36 1'05.396 0.529
6 Thailand Alex Albon Red Bull 28 1'05.483 0.616
7 Spain Carlos Sainz Jr. McLaren 40 1'05.602 0.735
8 France Pierre Gasly AlphaTauri 27 1'05.698 0.831
9 Australia Daniel Ricciardo Renault 31 1'05.769 0.902
10 Germany Sebastian Vettel Ferrari 25 1'05.770 0.903
11 Russian Federation Daniil Kvyat AlphaTauri 28 1'05.815 0.948
12 Monaco Charles Leclerc Ferrari 28 1'05.837 0.970
13 France Esteban Ocon Renault 35 1'05.874 1.007
14 United Kingdom Lando Norris McLaren 25 1'05.908 1.041
15 Finland Kimi Raikkonen Alfa Romeo 23 1'06.441 1.574
16 France Romain Grosjean Haas 31 1'06.446 1.579
17 United Kingdom Jack Aitken Williams 35 1'06.768 1.901
18 Poland Robert Kubica Alfa Romeo 31 1'06.797 1.930
19 Canada Nicholas Latifi Williams 6 1'09.598 4.731
20 Denmark Kevin Magnussen Haas 3    

A F1 volta à pista ainda nesta sexta com o segundo treino livre para o GP da Estíria, a partir das 10h. Aqui no Motorsport.com você acompanha toda a ação do TL2 com o nosso Tempo Real, além de uma cobertura completa no site. E assim que a sessão acabar, corre para o nosso canal no YouTube para acompanhar o Sexta-Livre, que vai comentar tudo o que acontecer na Áustria.

DIRETO DO PADDOCK: Novidades da Ferrari, negociações de Vettel e expectativa para o calendário 2020

PODCAST #057: O início da F1 na Áustria com a participação de Felipe Drugovich

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

F1 confirma adições do GP da Rússia e do GP da Toscana Ferrari 1000, em Mugello ao calendário 2020

Artigo anterior

F1 confirma adições do GP da Rússia e do GP da Toscana Ferrari 1000, em Mugello ao calendário 2020

Próximo artigo

Previsão de tempestade no sábado coloca classificação para GP da Estíria como dúvida; veja opções da F1 para o problema

Previsão de tempestade no sábado coloca classificação para GP da Estíria como dúvida; veja opções da F1 para o problema
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Guilherme Longo